Destino final de ônibus interestaduais desagrada usuários

0

Decisão desagrada muitos usuários (Fotos: Portal Infonet)
Uma resolução do Conselho Estadual de Transporte solicitou que, em pouco menos de trinta dias, os ônibus intermunicipais deixem de circular no Terminal de Rodoviário Luiz Garcia, localizado na Praça João XXIII no centro de Aracaju. Mas a decisão, determinada no último dia 28 de agosto, pela promotoria do Ministério Público (MP), não agradou a população.

“Não consigo ver benefício nenhum com isso”, diz Maria Roselene, usuária de transportes intermunicipais. “Para mim e para muita gente que mora nessa região do Centro, a proximidade com o terminal facilita muita coisa. A outra rodoviária é mais longe, sendo que iremos pagar mais uma passagem para se descolar”, reclama.

Roselene não consegue ver benefícios com a mudança
Nova rota

Em funcionamento desde 1962, a Rodoviária Velha, como é mais conhecida transporta uma média de um milhão de pessoas por mês, pelo interior do Estado. Um dos pontos de discordância de parte da população pela mudança da rota dos ônibus da rodoviária está pela distância que terão ao centro da cidade.

“Faço serviços aqui pelo centro, mas tenho que viajar pelo menos duas vezes por semana para Maruim. Acho que essa mudança só vai piorar a situação de muita gente semelhante a minha. Só vai trazer prejuízo, até porque muitas pessoas vêm diretamente para o centro quando chegam de viagem”, aponta o comerciante Givaldo Andrade.

Para Givaldo, a transferência só vai piorar o transporte
Comércio

A decisão não só desagradam os usuários, mas também os vários comerciantes que trabalham no espaço. “A gente fica com medo de como será o futuro das vendas aqui. A gente recebe muitos clientes todos os dias”, relata a funcionária de uma lojinha de variedades na Rodoviária, Denise Menezes. “Vamos ficar na expectativa que depois que esta mudança começar, os clientes possam aparecer”, diz.

Mas para o fiscal de terminal, Willians Siqueira, a decisão não foi tão precipitada quanto parece. “Aqui há uma circulação muito intensa de pessoas o tempo todo, principalmente de vendedores ambulantes. Fica muito

A vendedora Denise prevê baixa nas vendas
difícil manter a rodoviária organizada. Acho interessante essa transferência para tentar regularizar o fluxo e a organização daqui”, explica.

O ‘desafogamento’ do trânsito na região é outra justificativa à transferência dos transportes para a Rodoviária Nova. “Trabalho aqui há seis anos e sempre tivemos um trânsito muito complicado nessa região. Realmente vêm muita gente para essa rodoviária, mas temos que ver também que a outra rodoviária [Nova] tem uma estrutura maior, evitando problemas com o trânsito daqui. Só acho ruim mesmo para as pessoas que prefere vir ao centro da cidade”, relata o motorista Manoel

Willians acha que a rodoviária ficará mais organizada
Messias.

Medidas

Para o diretor de trânsito da Secretaria de Infraestrutura (Seinfra), Carlos Henrique, esse não era um bom momento para realizar a transferência. “Isto se configura como impacto muito grande. São mais de 48 mil passageiros que circulam todos os dias pela rodoviária. Com essa mudança, 16 linhas de ônibus serão deslocadas. Isso talvez possa ser precipitado”, esclarece o diretor.

Mas ele acrescenta que já estão sendo realizadas pesquisas para

“Aqui sempre teve um trânsito complicado”, diz Manoel.
avaliar as necessidades e a implicação da mudança de trajeto dos ônibus intermunicipais para a Rodoviária Nova. “Um projeto básico de avaliação do transporte em Sergipe está em andamento, onde se está fazendo a devida avaliação das necessidades dos usuários de transporte”, explica.

Por Victor Hugo e Raquel Almeida

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais