Detentos fogem de presídio de Areia Branca

0
Presídio: agentes reclamam de pouco efetivo (Foto: Arquivo Infonet)

Cinco detentos fugiram do presídio de Areia Branca, todos, segundo informações da diretoria do Sistema Penitenciário de Sergipe (Desispe), envolvidos com roubo e estariam cumprindo pena em regime semi-aberto. O secretário de Estado da Justiça e Cidadania (Sejuc), Benedito Figueiredo, diz que está em viagem e que desconhecia a fuga.

Mas agentes penitenciários informam que a fuga teria ocorrido por volta do meio-dia do domingo, 23, mas até o momento ninguém foi recapturado. O diretor do Desipe, Manoel Lúcio Neto, confirma a fuga dos cinco detentos que estão cumprindo pena em regime semi-aberto.

As circunstâncias da fuga ainda não foram esclarecidas e deverão ser investigadas pela Corregedoria do Sistema Penitenciário, conforme explica o diretor do Desipe, Manoel Lúcio Neto.

Agentes penitenciários suspeitam que a fuga é consequência do pequeno efetivo. De acordo com informações de um agente, que prefere o anonimato, são apenas cinco agentes para comandar cerca de 500 internos. O diretor do sistema prisional confirma a fuga dos cindo detentos, mas não a associa à superlotação. “Não falta efetivo, mas logo esta questão das fugas será resolvida”, diz o diretor.

Ele informa que nos próximos 30 a situação estará resolvida. A Secretaria de Estado de Justiça e Cidadania (Sejuc), segundo Manoel Lúcio, pretende controlar os internos por meio de tornozeleiras no regime semi-aberto, o que, na ótica de Manoel Lúcio, inibirá as fugas.

De acordo com informações de agentes penitenciários, fugiram do presídio os detentos identificados como Leandro Silva Oliveira, Israel da Paixão Correia, Alexandro Panta de Jesus Santos, Anderson Santos Andrade e Maurício Santos da Silva. Até o momento, nenhum detento fugitivo foi recapturado.

Por Cássia Santana

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais