Dez pessoas são presas após arrastão e homicídio no centro de Aracaju

0
Acusados residem em prédio que recebeu instalações da Delegacia Plantonista. (Foto: Arquivo / Portal Infonet)

Uma confusão protagonizada por um grupo de pessoas oriundas de uma ocupação identificada pelo nome de ‘Invasão da Babilônia’ culminou em uma morte e na prisão de dez pessoas acusadas de participação nos crimes de latrocínio, lesões corporais, danos ao patrimônio e roubos e furtos, durante a noite do último sábado, 14.

De acordo com a Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP-SE), o grupo teria adentrado em uma festa que ocorria na Avenida Pedro Calazans e entrado em conflito com os integrantes do evento, praticando arrastões e lesões contra as vítimas.

As prisões foram efetuadas pela Polícia Militar, que registraram os ataques cometidos pelo grupo e os ferimentos que culminaram na morte de Edjean Santos Emídio, 31. A vítima chegou a ser socorrida e encaminhada para o Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), mas não resistiu e veio a óbito na unidade hospitalar.

Em nota, a SSP detalhou que os acusados estão residindo na Invasão da Babilônica, cujo local já foi alvo de diversas prisões das polícias civil e militar, por tráfico de drogas, roubos, entre outros. “No entanto, vale ressaltar que o responsável pela ocupação do prédio é o seu proprietário, com a possibilidade de intervenção do estado e município caso a propriedade privada não seja, em tempo razoável, utilizada com a sua ideal finalidade”, destacou a nota, a qual ainda ressaltou que o prédio já havia sido devolvido ao proprietário particular há mais de um ano por meio de audiência do Poder Judiciário, mas ainda assim não foram tomadas providências.

O Instituto Médico Legal (IML) foi acionado e efetuou a remoção do cadáver no Huse. O caso agora ficará sob investigação do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

por Daniel Rezende

Comentários