DHPP sem pistas da execução de ex-candidato a vereador

0
Eldo foi executado em frente a própria casa, no bairro Rosa Elze (Foto: TSE)

Passados dez dias desde que o ex-candidato a vereador no município de São Cristóvão, Eldo dos Santos, foi assassinado a tiros em frente a própria casa, a Polícia Civil segue sem pistas da autoria do crime e as razões para tal. O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) investiga o caso e já concluiu boa parte das oitivas.

O delegado Ítalo Mota, responsável pelas investigações, preferiu não se aprofundar nos detalhes dos depoimentos para não atrapalhar as investigações, mas afirmou que pretende ouvir a filha da vítima, que se encontra viajando. “Nós soubemos que ela está no interior distante e a estamos aguardando para depoimento”, pontuou o delegado. “Até o momento não foi possível identificar suspeitos”, concluiu Ítalo.

O caso

Eldo tinha 48 anos e segundo informações, no domingo 20 ele teria sido chamado por um homem na porta de casa. Nesse momento teria sido surpreendido com disparos de arma de fogo na sua direção e acabou morrendo no local. A vítima concorreu ao cargo de vereador de São Cristóvão nas eleições de 2016 pelo Partido Republicano da Ordem Social (Pros). Na terça-feira, 22, a polícia começou a ouvir familiares e pessoas próximas de Eldo.

Por Ícaro Novaes 

Comentários