Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual

0
(Foto: Divulgação)

O 18 de maio marca o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. A data foi escolhida como símbolo da luta pelos direitos de crianças e adolescentes, em lembrança ao sequestro da menina Araceli Cabrera Sanches, estuprada e assassinada aos 8 anos de idade, em 18 de maio de 1973, em Vitória. O corpo foi encontrado seis dias depois, completamente desfigurado e com sinais de abuso sexual. Os responsáveis pelo crime não foram responsabilizados.

Durante o mês de maio, o Ministério Público de Sergipe estará promovendo e participando de várias atividades com o intuito de “acordar” a população e conscientizar os gestores no sentido de denunciar esse tipo de violência que, infelizmente, ainda é uma prática comum no nosso Estado, com reflexos, inclusive, no Ministério Público.

O Centro de Apoio Operacional da Infância e Adolescência, a 8ª Promotoria do Cidadão e outros órgãos integrantes da Rede de Proteção, além de promoverem ações voltadas para a melhoria dos fluxos de atendimento e aprimoramento do Programa SALVE, participarão nos dias 13, 14, 15 e 16 de maio de várias caminhadas em diversos Bairros de Aracaju e de uma extensa programação em alusão ao dia do enfrentamento à violência sexual contra crianças e adolescentes.

No dia 17, das 09 às 12h, o auditório Valdir de Freitas Dantas, localizado na nova sede do MP, será palco da apresentação de teatro do Grupo do Projeto Viravida. Além disso, o Dr. Alexandro Vieira, Delegado de Polícia, ministrará palestra que abordará questões relacionadas aos perigos que representam os crimes praticados através da Internet e que expõem as crianças e adolescentes como possíveis vítimas de violência sexual.

Além das atividades que serão realizadas na Capital, que começam no dia 13 e vão até o dia 28 de maio, a Secretaria de Estado de Inclusão e Desenvolvimento Social estará promovendo outros eventos em alguns Municípios do nosso Estado.

Representando a Promotoria de Justiça e o CAOP da Infância e Adolescência do MP, as Promotoras de Justiça, Dra. Mírian Tereza Cardoso Machado e Dra. Maria Rita Figueiredo disseram que o mês de maio é um mês de reflexão para todos os cidadãos e para todos os componentes da Rede de Proteção. “Precisamos questionar quais avanços foram feitos sobre a temática e quais nossos próximos desafios no enfrentamento de todos os tipos de violência cometidos contra crianças e adolescentes”, ressaltaram as Promotoras.

As representantes do Órgão Ministerial fizeram um convite. “Compareçam aos eventos que fortalecem o combate à violência sexual contra a criança e o adolescente. Somente seremos fortes se estivermos unidos, o MP, a Rede de Proteção e a sociedade em geral”.

Fonte: Assessora de Imprensa

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais