Diarista esquece panela no fogo e imóvel é incendiado

0
O incêndio ocorreu em uma residência no Lamarão (Fotos: Portal Infonet)

O descuido de uma diarista quase termina em uma tragédia nesta quinta-feira, 13, em uma residência situada na rua 6, no bairro Lamarão, zona norte da capital. A residência da diarista pegou fogo após ela ter esquecido uma panela no fogo ao sair para trabalhar, segundo informou Joaquim Gomes, filho da diarista.

O fogo teve início em uma das residências e logo se espalhou para a residência vizinha que também é de propriedade da diarista. Por sorte, no momento do incêndio não havia ninguém nas residências. Equipes do 1º Grupamento Bombeiro Militar (1º SGBM/1º GBM) de Nossa Senhora do Socorro e do Corpo de Bombeiros de Aracaju trabalharam em conjunto para debelar as chamas.

O sargento Antônio do SGBM de Nossa Senhora de Socorro foi o primeiro a chegar no local. “Assim que chegamos os vizinhos já tinham desligado o contador. A dona da casa estava trabalhando. Quando chegamos o fogo já estava na outra casa, mas a gente conseguiu controlá-lo. Todos os eletrodomésticos foram destruídos”, diz.

Casa ficou destruída

Joaquim Gomes diz que a mãe esqueceu uma panela no fogo 

Imóvel foi isolado pelo Corpo de Bombeiros 

A princípio, a corporação trabalhou com a hipótese de que o incêndio poderia ter ocasionado por um vazamento de gás ou curto-circuito, mas após a chegada do filho da diarista, as equipes do Corpo de Bombeiros tomaram conhecimento de que a diarista havia esquecido a panela [tipo cuscuzeiro] no fogo, provocando o incêndio.

Assim que tomou conhecimento do Incêndio, Joaquim Gomes, filho da diarista esteve na residência. A equipe do Portal Infonet conversou com ele que estava sem acreditar no que estava acontecendo. “Aqui era uma casa só que foi dividida em duas. Uma delas estava sendo reformada e estava vazia, já minha mãe morava na que pegou fogo primeiro. Ela disse que acabou deixando a panela no fogo, acabou esquecendo e foi trabalhar. Deus nos livrou do pior, mas minha mãe perdeu tudo e não tem condições de construir novamente”, lamenta Joaquim.

Interdição

Devido as residências estarem comprometidas, o Corpo de Bombeiros decidiu isolar os imóveis.

Por Aisla Vasconcelos

Comentários