Dívida do Governo aumenta 67 bilhões

0

Os elevados juros praticados no Brasil elevaram em aproximadamente 67 bilhões o endividamento do Governo Federal ao longo do primeiro semestre. No mês passado, a dívida contraída pelo Tesouro Nacional e pelo Banco Central – por meio da emissão de títulos – somava 905 bilhões de reais.

De acordo com dados do Tesouro, 56, 6% desses papéis são corrigidos pela taxa Selic, fixada pelo Banco Central. Atualmente, a taxa está em 19,75% ao ano, a mais elevada desde 2003, por isso o forte impacto na dívida pública.

No mês passado, 92% dos títulos públicos em circulação no país estavam nas mãos de bancos e de fundos de investimento, que são aqueles que mais se beneficiam com os elevados juros praticados pelo Banco Central.

 

Por Ivan Valença

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais