DNIT irá destinar R$ 72 milhões para recuperação de rodovias em Alagoas e Pernambuco

0

DNIT irá liberar recursos para recuperação de estradas e pontes – na foto União dos Palmares/AL (Foto: Agência Estado)
As chuvas que atingiram os Estados de Alagoas e Pernambuco neste mês junho deixaram milhares de desabrigados. Pontes e rodovias dos Estados, inclusive, ficaram danificadas. Para realizar a recuperação da infra-estrutura das vias atingidas, o Governo Federal, por meio do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT), investirá R$ 72 milhões na recuperação das avarias causadas pelas águas.

Em Alagoas as cabeceiras das pontes foram as que tiveram maiores danos. Segundo o superintendente do DNIT Alagoas, Fernando Fortes, R$ 15 milhões deve ser destinadso para a recuperação das estradas, pontes e rodovias no Estado.

“No último dia 24 o presidente Lula esteve aqui e viu o ponto mais crítico, que são os KM 81 e 82 da BR-101 (Rio Largo), onde as cabeceiras da ponte sobre o Rio Mundaú ruíram. Ele estabeleceu um prazo de 14 dias para recuperarmos esse trecho que teve duas pontes danificadas. Essa parte deve ficar pronta até a próxima semana”, explicou à reportagem do Portal Infonet.

Estradas e cidades ficaram destruídas (Foto: Agência Brasil)

Já em Pernambuco, o DNIT prevê a necessidade de R$ 57 milhões para a execução de obras emergenciais para reparar danos provocados pelas chuvas na BR-101/PE. O valor é R$ 17 milhões mais alto do que o previsto anteriormente, pois inclui a celebração de convênio entre DNIT e Governo de Pernambuco para recuperação em pontes e rodovias estaduais.

O tráfego na BR-101/PE se encontra interrompido em Palmares (km 185,6), onde duas pontes sobre o rio Una foram destruídas.

O Corpo de Bombeiros em Aracaju recebe doações para vítimas das chuvas em Alagoas. Estão sendo arrecadados alimentos não perecíveis, água mineral, roupas, calçados, cobertores, além de material de higiene pessoal e limpeza. Quem quiser colaborar basta levar a sua doação até a sede dos bombeiros no Centro de Aracaju.

Por Bruno Antunes, com informações da assessoria de Comunicação do DNIT

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais