Dois serão indiciados por morte de boxeador

0

Decisão foi da titular da 1ª DM, Tereza Simony
O professor de Educação Física, Danilo  Vidal, e o boxeador Davi Eliasquevici serão indiciados pela morte de Cleberson Santos Maranduba, 22 anos, morto no inicio de abril deste ano durante treino de boxe na Olímpica Academia, zona sul de Aracaju. A decisão é da Polícia Civil.

Segundo testemunhas, Davi lutava contra a vítima e aplicou-lhe um forte golpe em seu queixo. O auxiliar, que era iniciante no esporte, ficou desacordado e demorou cerca de uma hora e meia para ser levado ao Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), onde morreu depois de ficar dois dias em coma. Ele não usava aparelhos de segurança recomendados para a prática do esporte. 

De acordo com a delegada Thereza Simony, responsável pelas investigações, a decisão foi baseada nos depoimentos das testemunhas e no laudo de necropsia do Instituto Médico-Legal (IML). Se forem considerados culpados pela Justiça, Danilo e Davi podem ser condenados a uma pena prevista entre um e três anos de prisão.

Comentários