“É preciso não confundir as coisas”

0

O que foi uma simples reportagem, obteve, do Brasil, uma reação exagerada. E uma repercussão fora dos limites. Ontem, o vereador Antonio Góes, na sessão da Câmara de Vereadores, registrou sua posição contra a expulsão do jornalista Larry Rother, autor da reportagem publicada pelo “The New York Times”, acusando o presidente Lula de abusar da bebida, e, por causa disso, cometer muitas gafes em público. Para o vereador, o presidente não erra por causa da bebida, mas porque falta um projeto político para o país. “É preciso não confundir as coisas”, opinou o parlamentar. Essa foi a primeira vez que o Brasil expulsou de seu território um jornalista sob a acusação da falta de ética.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais