“Economia e Vida” é o tema da Campanha da Fraternidade

0

Coletiva aconteceu na Cúria Metropolitana
Será aberta oficialmente em Sergipe a partir das 16h30 deste sábado, 20, na Catedral Metropolitana de Aracaju, a Campanha da Fraternidade Ecumênica 2010, cujo tema é: “Economia e Vida – Vocês não podem servir a Deus e ao Dinheiro”. O bispo auxiliar D. Henrique Soares da Costa, os padres Rogério de Jesus Santana e Iranilton Oliveira Santos, reuniram a imprensa na manhã desta sexta-feira, 19, para falar sobre o assunto.

De acordo com o bispo auxiliar de Aracaju, as Campanhas da Fraternidade conseguiram ao longo dos anos, mobilizar a sociedade por meio dos temas à vida social. “Este ano estaremos discutindo o tema Economia e Vida, através do diálogo e do debate de um modelo econômico que valorize a pessoa e não o lucro. A campanha será desenvolvida levando-se em consideração dois pilares: a solidariedade e a dignidade”, enfatiza garantindo que a igreja não é contra o capitalismo, quer propor alternativas.

Padre Iranilton fala sobre os trabalhos
Economia solidária

O coordenador das dioceses, Padre Rogério de Jesus Santana, afirmou que a campanha da solidariedade 2010, destaca uma economia solidária que não vise o lucro acima de tudo. “A igreja vai propor um estudo aprofundado sobre a economia a serviço da vida”, ressalta.

E o coordenador da campanha, Padre Iranilton Oliveira Santos, afirmou que o tema conclama a sociedade a lutar. “Isso frente a um capitalismo selvagem que vê as pessoas como produto. Vamos conclamar as pessoas a estarem atentas a não viver como escravas do lucro, principalmente em ano de eleições, quando muitas pessoas acabam pensando mais no poder do que na solidariedade”, diz.

Cartaz da campanha
Coleta Nacional

No próximo dia 28 de março, no Domingo de Ramos, os fiéis poderão depositar quantias de dinheiro nas paróquias.  Trata-se da Coleta Nacional para o Fundo da Solidariedade.  “Os depósitos solidários já podem ser feitos nas paróquias. Sessenta por cento do dinheiro arrecadado ficará na igreja local para o investimento em projetos sociais relacionados ao tema da campanha e 40% será enviado ao Fundo Econômico de Solidariedade Nacional, administrado pela Cáritas Brasileira”, informa.

Por Aldaci de Souza

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais