Eleição da reeleição ou da renovação?

0

Quem pensou que estas eleições não seriam de renovação, pelo menos em parte, se enganou. Em Sergipe, o povo apostou em novos políticos, ou quase novos. Para o Senado, um dos candidatos eleitos é Almeida Lima. Antônio Carlos Valadares, já senador, foi reeleito. Para o cargo de deputado, os ex-estaduais, Bosco Costa, do PSDB e Pastor Heleno, do PL, foram eleitos para federal. Jorge Alberto, do PMDB e Cleonâncio Fonseca, do PPB, foram reeleitos para a Câmara Federal. O maior número de reeleitos está na Assembléia Legislativa, que foi renovada em 50%. Dos 24 deputados estaduais eleitos, foram reeleitos Marcos Franco, Ulices Andrade, Maria Mendonça, Gilmar Carvalho, Augusto Bezerra, Susana Azevedo, Antônio Passos, Angélica Guimarães, Valmir Da Madeireira, Garibalde Mendonça, Joaldo Barbosa – Nego e Belivaldo Chagas. A classe de novatos é composta por Lila Moura, Arnaldo Bispo, Celinha Franco, Professora Ana Lúcia, Fabiano Oliveira, Venâncio Fonseca, Adelson Barreto, Walker Carvalho, João da Graça, Pastor Mardoqueu, Pastor Antonio e Zé Milto de Zé de Dona. Grande parte desses políticos tem base eleitoral, e já assumiu cargos como os de deputado estadual, já exercido por Venâncio Fonseca e vereador, cargo já exercido pelos candidatos Adelson Barreto e Antônio dos Santos. O número de cristãos envolvidos em política também é grande. Na atual legislatura, os pastores Nicodemos Falcão, que não foi reeleito, e Heleno Silva, reeleito a deputado federal, ocupam cadeiras no Legislativo. Agora, as cadeiras passam aos pastores Antônio dos Santos e Mardoqueu. Os candidatos apoiados pela Igreja Católica foram o professor Arivaldo Montalvão, o vereador Magal da Pastoral e João de Deus, mas eles não conseguiram se eleger. O eleito com o apoio da Igreja foi o candidato João Fontes.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais