Eletricitários fazem mobilização nesta quinta

0

Os eletricitários de Sergipe irão promover nesta quinta-feira, 24, a partir das 7h, em frente à sede da Energisa um café da manhã que marcará o início das negociações para o acordo coletivo 2009/2010. Além da reposição salarial, a categoria pretende reverter o quadro de terceirização, fato que vem comprometendo a qualidade nos serviços oferecidos a população e ainda, imputando em riscos aos trabalhadores despreparados. A proposta é prevenir acidentes.

 

Depois de 40 anos de existência e 11 de privatizada, a diretoria da Energisa está terceirizando os serviços nas atividades de novas ligações, fiscalização, manutenção, plantão, corte de inadimplentes e religações de energia. “Os trabalhadores terceirizados não têm a mesma especificação. É uma rotatividade muito grande”, critica o presidente do Sindicato dos Eletricitários de Sergipe (Sinergia), Sérgio Alves.

 

O combate a terceirização dos serviços da Energisa está contando com o apoio do presidente da Ordem dos Avogados de Sergipe (OAB/SE), Henri Clay Andrade; deputado Estadual Francisco Gualberto; Central Única dos Trabalhadores (Cut); Federação Nacional dos Urbanitários (FNU); Sinergia Bahia; Sindicatos da Paraíba e do Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Sócio-econômicos (Dieese).

 

Reivindicações

 

Além do combate à terceirização, os eletricitários estão reivindicando piso salarial de R$ 750,00, considerando que o atual é de R$ 465,00 (salário-mínimo); ganho real acima do Índice do Custo de Vida (ICV) do Dieese, na ordem de 5%; aumento da Participação de Lucros e Resultados (PLR), que hoje está abaixo dos Estados de Alagoas, Bahia e Rio Grande do Norte. Este ano, os Sindicatos de Sergipe e Paraíba estão negociando conjuntamente, considerando que a Energisa fornece energia para os dois Estados.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais