Eletricitários realizam protesto à porta da Energisa

0

O presidente do sindicato, Sérgio Alves
Eletricitários sergipanos realizaram nesta quinta-feira, 24, uma manifestação em frente à Energisa. A categoria contou com o apóio do Sindicato dos Eletricitários da Paraíba e da Central Única dos Trabalhadores (CUT).

“O que nós estamos fazendo hoje é um ato público em defesa da nossa campanha salarial 2009/2010 e contra as terceirizações que a empresa tem feito de uma forma que prejudica o trabalhador. Em Sergipe recebemos o menor salário do nordeste, abaixo dos Estados de Alagoas, Bahia e Rio Grande do Norte”, explica o presidente do sindicato, Sérgio Alves.

O assessor da Energisa, Augusto Aranha
Além do combate a terceirização, os eletricitários estão reivindicando piso salarial de R$ 750,00, ganho acima do índice do custo de vida na ordem de 5%, aumento da participação de lucros e resultados. “Além de recebermos o menor salário a empresa tem feito contratações de terceirizados em torno de 60% dos trabalhadores. Os trabalhadores terceirizados não têm a mesma especificação”, afirma Sérgio Alves.

O assessor de comunicação da Energisa, Augusto Aranha, rebate as acusações sobre os terceirizados. “A categoria está apenas no inicio das negociações com a empresa. A partir desse momento a empresa vai avaliar a campanha salarial. Sobre os terceirizados a empresa sempre manteve uma pequena parte dos seus serviços terceirizados. Mas exigimos a mesma qualidade dos serviços desempenhados”, destaca.

Por Kátia Susanna

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais