Emboscada: sobrevivente ainda não foi ouvido

0
André Davi aguarda liberação médica para ouvir sobrevivente (Foto: Arquivo Portal Infonet)

A polícia civil já começou a investigar o duplo homicídio ocorrido em uma emboscada registrada no município de Indiaroba, na noite de segunda-feira, 13. Na embosca, morreram André Nunes de Jesus, 24, e Matheus da Costa Nascimento, 22, e uma terceira vítima, identificada como Márcio, sobreviveu, mas continua internada em uma unidade de saúde não revelada.

As investigações do crime foram iniciadas pelo delegado regional de Estância, André Davi, que já ouviu três pessoas. Mas o sobrevivente ainda não prestou depoimento. O delegado informou que está aguardando a liberação médica para ouvi-lo.

O delegado observou que todas as três vítimas da emboscada têm passagem pela polícia por envolvimento em tráfico de drogas. “Não descartamos a hipótese deste ter relação com o passado criminoso das vítimas”, observa André Rodrigues.

O delegado regional de Estância atuou nos primeiros momentos em decorrência das férias dos delegados dos municípios de Indiaroba, Omar Santos, e de Umbaúba, Paulo Cristiano Ricarte. Nesta quinta-feira, 16, o delegado André Rodrigues interrompeu os trabalhos e já está repassando a responsabilidade pelo prosseguimento das investigações ao delegado Paulo Cristiano Ricarte, que retornou das férias nesta quinta.

Ricarte também investigará o assassinato de José Carlos Camilo dos Santos, 33, crime ocorrido dentro de uma churrascaria na tarde da quarta-feira, em Umbaúba. Os primeiros levantamentos das polícias civil e militar indicam que a vítima teria envolvimento com receptação de carga roubada e também com agiotagem. Há suspeita que os assassinatos tenham alguma relação. “Mas ainda é cedo para fazer afirmações”, adverte o delegado.

Por Cássia Santana

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais