Emdagro e ITPS firmam parceria para análises de solo gratuitas

0
Os órgãos estipularam uma meta de 3.768 amostras de solos (Foto: ITPS)

Uma iniciativa integrada entre a Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe (Emdagro) e o Instituto Tecnológico e de Pesquisas do Estado de Sergipe (ITPS) irá desenvolver o Programa de Avaliação da Fertilidade de Solos. O programa visa elevar a capacidade da produção agropecuária de forma sustentável do pequeno citricultor e de pequenos pecuaristas, que têm, no cultivo da Palma Forrageira, parte importante da alimentação dos seus rebanhos. Os recursos são oriundos de Cooperação Técnica celebrada entre as Secretarias de Estado da Inclusão e Assistência Social (SEIAS) e da Agricultura (SEAGRI) e a Emdagro.

O projeto propiciará, a agropecuaristas das regiões citrícola e semiárida do Estado, o uso de corretivos e adubos de forma correta, com base nos resultados, que determinam o grau de fertilidade dos solos. Os órgãos estipularam uma meta de 3.768 amostras de solos, para cerca de 2.415 pequenos agricultores e pecuaristas, com vistas a elevar a capacidade de produção e produtividade dos seus cultivos, de forma sustentável. Até o momento, 1.430 das 1.700 amostras coletadas e analisadas pelo ITPS já tiveram seus resultados liberados. Os laudos foram analisados pelos técnicos da Emdagro, que fizeram as recomendações técnicas e entregaram aos agricultores.

O Programa está sendo desenvolvido nos 14 municípios que compõem a região citrícola do (Arauá, Boquim, Cristinápolis, Estância, Itaporanga, Indiaroba, Itabaianinha, Lagarto, Pedrinhas, Riachão do Dantas, Salgado, Santa Luzia, Tomar do Geru e Umbaúba); e nos 14 municípios da região semiárida (Simão Dias, Aquidabã, Pinhão, Carira, Canindé de São Francisco, Poço Redondo, Porto da Folha, Monte Alegre, Nossa Senhora de Lourdes, Gararu, Itabi, Nossa Senhora da Glória, Tobias Barreto e Poço Verde), favorecidos com o Programa de Incentivo ao Cultivo de Palma Forrageira – ‘Mais Palmas para o Sertão’.

“O ITPS, como órgão de suporte ao Governo, está sempre buscando parcerias que atendam as demandas dos demais órgãos, e façam com os recursos circulem dentro do próprio Estado. No caso da parceria com a Emdagro, as análises beneficiarão mais de 2500 produtores rurais e pecuaristas, e incentivarão a prática de analisar o solo, o que aumenta a produtividade da colheita e reduz os custos com adubação. Haverá, ainda, um fomento à economia, pois a ação culminará com a geração de emprego e renda no campo”, explica o presidente do ITPS, Kaká Andrade.

O gestor ressalta que o Laboratório de Solos e Química Agrícola do ITPS é referência em análises de solo e tem resultados altamente confiáveis. “Os laudos emitidos a partir das análises realizadas pelo ITPS têm o ‘Selo de Qualidade do PAQLF’, que é conferido pela Embrapa Solos/RJ, em reconhecimento à confiabilidade dos resultados. Além disso, o laboratório também é acreditado na norma ISO 17025, uma ferramenta de escala internacional utilizada pelo Inmetro para representar o reconhecimento formal da competência técnica de um laboratório”, destaca Kaká Andrade.

Nas propriedades beneficiadas, a Emdagro realiza a coleta do solo em companhia dos agricultores, momento em que aproveitam para orientá-los sobre a importância da análise de solo. “É importante que os agricultores saibam a importância dessa ferramenta, pois é necessário saber o que o solo pode oferecer e quais as suas principais deficiências, ou seja, saber qual é a fertilidade e o estado nutricional do terreno. E a principal ferramenta utilizada para avaliar essas características com maior exatidão é a análise do solo. Quando bem realizada, possibilita tomadas de decisão mais assertivas quanto às técnicas de manejo”, frisou o Diretor de Assistência Técnica e Extensão Rural da Emdagro, Antônio Reis.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais