Entidades discutem combate às drogas no MPE

0

Audiência ocorreu na manhã desta segunda, 8

Uma Comissão de Discussões sobre Políticas Anti-Drogas será formada para debater saídas emergenciais para o crescimento do número de viciados na capital. Foi o que ficou definido durante audiência no Ministério Público Estadual (MPE) na manhã desta segunda-feira, 8.

Representantes de secretarias de Governo e da Prefeitura de Aracaju, presidentes de entidades e promotores discutiram o combate às drogas na cidade de Aracaju bem como a prevenção e o atendimento aos usuários. Caberá a comissão desenvolver propostas e avaliar medidas de médio e longo prazo para lidar com a problemática.

A criação da comissão ficará sob a responsabilidade do Gabinete da Primeira Dama do Estado, que fará a seleção das instituições que irão integrar o grupo. De acordo com o presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Infância e do Adolescente, Humberto Góes, a iniciativa é “interessante para discutir o assunto, embora sua criação seja tardia”.

Presente na audiência, a Coordenadoria da Infância do Judiciário manifestou a necessidade de medidas emergenciais para que a juventude seja conscientizada dos perigos do crack e outras substâncias.

Representantes das secretarias de Ação Social, Saúde e Educação do município e de Estado, bem como da pasta de Esporte e Lazer estiveram presentes na audiência. O Controle Externo da Polícia também discorreu sobre as ações da entidade nas ruas da capital para o combate aos entorpecentes. Além destes, participaram da reunião representantes da Fundação Renascer, Defensoria Pública e o juiz substituto da 17º Vara, Alex Caetano. A reunião foi coordenada pela promotora Conceição Figueiredo com participação dos promotores Berenice Andrade e Deijaniro Jonas.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais