Equipes da Defesa Civil monitoram áreas de risco devido as chuvas

0
Equipes da Prefeitura atuam para atenuar efeitos de chuvas intensas neste sábado, 17 (Foto: Defesa Civil de Aracaju)

Desde o início da manhã deste sábado, 17, as equipes da Defesa Civil verificaram áreas de risco nos bairros Jardins, Jabotiana, Japãozinho e Porto D’antas. O trabalho das equipes da Secretaria Municipal da Defesa Social e da Cidadania (Semdec) busca atenuar os efeitos da chuva intensa que incide sobre a capital.

São ações de prevenção, monitoramento e auxílio aos aracajuanos, de forma que o mínimo de transtorno seja registrado.

A administração municipal preparou uma estratégia de minimização dos riscos desde que recebeu a previsão de chuvas do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), ainda na sexta-feira. Desde então, equipes diferentes estão nas ruas para reduzir os danos.

“De ontem para hoje nós tivemos uma chuva considerável, passando dos 60 mm, mas sem maiores consequências. Nas últimas 48h nós registramos 117 mm. Recebemos ontem três chamados pelo 199. Duas são os nossos serviços de rotina, visualizar a estrutura. E uma por um alagamento na rua Padre Cabral, no Jardins, mas tão logo diminuiu a chuva, a rua desalagou. Neste sábado, estávamos com as equipes prontas aqui na secretaria pra operação da das praias, mas em função de estar chovendo, nós dividimos as equipes da Defesa Civil, que vão cuidar das áreas de  monitoramento da chuva e as equipes do Procon, apoiadas pela Guarda Municipal, que vão fazer fiscalização nos supermercados e congêneres”, explica o secretário da Defesa Social e da Cidadania, Luís Fernando Almeida.

Por meio do serviço 199, a Defesa Civil notificou milhares de aracajuanos sobre a chegada das fortes chuvas, de maneira que as pessoas possam tomar cuidado e procurar ajuda ao menor sinal de risco.

“Desde a última segunda-feira recebemos informações de que neste final de semana haveria um acúmulo maior de chuvas na capital. Entao enviamos os alertas necessários à população e mantemos o monitoramento das áreas de risco, da zona sul à zona norte para que a gente possa atuar no menor tempo de resposta possível caso surja alguma ocorrência. Já temos um acumulado de 170 mm de chuva e a expectativa é de que ela perdure até segunda-feira”, aponta o coordenador da Defesa Civil, major Silvio Prado.

*Com informações da PMA

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais