Equipes da Emsurb integram mutirão de combate ao Aedes no Japãozinho

0
Nas vias públicas e terrenos abandonados, o suporte ocorreu, principalmente, com serviços de limpeza como capinação, varrição e coleta de resíduos. (Foto: Felipe Goettenauer)

Neste sábado, 17, os agentes da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb) foram mobilizados para mais um mutirão de combate ao Aedes aegypti no bairro Japãozinho, na zona Norte da capital. Essa é a segunda vez, este ano, que esse trabalho, coordenado pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS), é realizado na localidade após o último Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti (LIRAa) apontar o bairro com médio índice de infestação do mosquito (3.2).

O ponto de partida das equipes foi a unidade de saúde José Quintiliano. Nas vias públicas e terrenos abandonados, o suporte ocorreu, principalmente, com serviços de limpeza como capinação, varrição e coleta de resíduos. Além disso, garis e margaridas, já orientados a identificar e eliminar locais que servem como depósito para as larvas do mosquito, fizeram o recolhimento de garrafas, copos descartáveis, embalagens plásticas e de outros objetos que acumulam água.

O caminhão do Cata Treco auxiliou os trabalhos fazendo a remoção de móveis, pedaços de madeira e outros objetos sem serventia descartados irregularmente na região. Na próxima segunda-feira, 19, como complemento aos serviços efetuados hoje, o programa retorna ao bairro para promover a destinação correta deste tipo de material junto a moradores e comerciantes.

Dona Josefa Santana acompanhou da porta de sua residência o trabalho dos agentes e elogiou a força-tarefa promovida Prefeitura de Aracaju.”Estou feliz por esta ação está acontecendo em meu bairro. Com essas chuvas, muitos locais ficaram com água acumulada, o que representa um perigo para nós. Por isso, só tenho a agradecer”, afirmou ela.

Para a dona de casa Thiagna Almeida dos Santos, a somação de esforços da administração municipal precisa contar também com o apoio da população. “O combate a esse mosquito deve ser uma preocupação de todos. Minha mãe já teve chikungunya, por isso ficamos sempre atentos aos locais onde possam acumular água, porém, infelizmente, ainda percebo que alguns moradores da comunidade insistem em descartar, indevidamente, o lixo nas esquinas ou em terrenos baldios e esquecem que isso pode trazer problemas para a nossa saúde”, destacou.

“Aqui no bairro o caminhão que recolhe o lixo passa certinho três vezes por semana, mas algumas pessoas não fazem sua parte e continuam despejando lixo em locais errados. Por esta razão, acho maravilhoso esses mutirões feitos pela Prefeitura porque nos ajuda a combater a esse mosquito”, comentou a moradora Cláudia dos Santos.

Fonte: AAN

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais