Estado de saúde de menina que ingeriu veneno é estável

0
Menina está internada no Huse (Foto: Arquivo / Portal Infonet)

É considerado estável o quadro de saúde da menina de quatro anos que ingeriu chumbinho na última quarta-feira, 14, no conjunto Fernando Collor, em Nossa Senhora do Socorro. A Delegacia de Grupos Vulneráveis (DAGV) da cidade investiga a denúncia de que mãe teria envenenado a própria filha ao induzí-la a consumir um achocolatado envenenado.

Inicialmente a menina foi levada ao Hospital Regional de Socorro, onde foi atendida por um pediatra e encaminhada ao Hospital de Urgência de Sergipe (Huse). No loca,  a informação é de que a menina vem reagindo bem ao tratamento médico. “Ela estava entubada e respirava com ajuda de aparelhos. Ela ainda está está internada, mas bem melhor e consciente”, afirma a assessora de comunicação do Huse, Katiane Menezes.

Envenenamento

Segundo Boletim de Ocorrência registrado na Delegacia Plantonista, uma guarnição da Polícia Militar foi acionada verificar uma ocorrência de possível envenenamento de uma criança, que estaria internada no Hospital de Urgência José Franco, em Socorro. Os policiais foram informados de que a criança havia tomado um achocolatado com chumbinho dado pela sua mãe, identificada como Maria Aparecida Bellarmino Feitosa.

Ainda de acordo como boletim, os familiares da criança confirmaram que a mãe foi a responsável pelo envenenamento. Porém, durante depoimento prestado na Delegacia Plantonista, Maria Aparecida negou ter envenenado a menina.

 A delegada do DAGV de N. Sra. do Socorro, Maria Socorro Moura, investiga o caso e informou que a mãe está presa em uma delegacia da Barra dos Coqueiros. “Vamos investigar e saber o que realmente aconteceu. Ouviremos o pai da criança e também os familiares para possamos chegar a uma conclusão do caso”, explica.

Por Geilson Gomes e Verlane Estácio

Comentários