Estação de piscicultura da Codevasf está a todo vapor

0

A Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba – Codevasf – em Sergipe, através da Estação de Piscicultura Betume, distribuiu, durante o último mês de março, 514 mil alevinos para mais de dez cidades sergipanas. A Estação de Piscicultura fica localizada no povoado Betume, em Neópolis, ocupando uma área de 60 hectares, com cinco viveiros para formação e manutenção de reprodutores; quinze viveiros de primeira alevinagem; seis viveiros de segunda alevinagem; cinco viveiros de engorda; vinte tanques para reprodução de tilápia e manuseio de alevinos; laboratório de hipofisação e uma fábrica de ração que possibilita uma produção anual de quase dois milhões de alevinos. São produzidos na Estação de Piscicultura alevinos de espécie curimatã, tambaqui, carpa comum e tilápia. A Estação de Piscicultura possui um Programa de Peixamento que visa repovoar a calha do São Francisco e seus afluentes, lagoas marginais e coletores dos perímetros de irrigação, possibilitando uma maior oferta de pescado à população de baixa renda da região.
<b>ESQUISTOSSOMOSE -</b> Com o peixamento nos coletores, com a espécie tambaqui, tem havido uma diminuição da população de caramujos, hospedeiros intermediários do verme transmissor da esquistossomose. O mesmo fato observou-se nas Lagoas do Abaís, onde a Codevasf realizou peixamentos no ano passado, contribuindo para a erradicação dos caramujos. A Estação dispõe ainda de engenheiros de pesca nos três perímetros para uma maior assistência aos produtores e fomento da atividade piscícola, que tem sido incrementada com a realização de cursos. “É gratificante saber que contribuímos efetivamente para o desenvolvimento da piscicultura no Baixo São Francisco, sobretudo quando se veicula amplamente que essa região é, sem dúvidas, a mais favorável do País para o cultivo de peixes, seja pelo clima favorável, seja por suas águas mornas e sem conflitos”, afirma Paulo Passos Silva, chefe da Estação de Piscicultura do Betume.

Comentários