Estrela do Oriente: Moradores fazem desabafo

0
Barracos começaram a ser derrubados (Foto: Arquivo Portal Infonet)

Moradores do Loteamento Estrela do Oriente, às margens do Riacho do Cabral, no conjunto Bugio, continuam sob medo de terem suas casas demolidas. As residências foram construídas sobre uma área de proteção ambiental, mas os moradores alegam que o mesmo aconteceu em outros pontos da cidade e nada foi feito pelo poder público. A comunidade sente-se injustiçada diante da determinação e pedem que a justiça regularize o local e não derrube as casa.

Morador do loteamento há mais 10 anos, Robson Figueroa lamenta que a justiça prefira derrubar as casas. Para ele, o local, que abriga mais de 160 famílias, deveria ser regularizado, já que pagam IPTU. “Todos nós construímos essas casas com muito esforço. Dói saber que a qualquer momento possam derrubá-la”, disse.
Cumprimento da ação

No último dia 22 de maio, em cumprimento a uma decisão da juíza Telma Maria Machado, alicerces e bares no entorno do Loteamento Estrela do Oriente, foram demolidos. Neste primeiro momento apenas os imóveis desocupados foram demolidos. As demais, que ainda estão ocupadas, não são objeto de nenhuma liminar, por enquanto, conforme informou o Ministério Público Federal (MPF).

Liminar

De acordo com a liminar concedida no último mês de abril, o Município de Aracaju deve cadastrar as famílias, que moram na área de preservação permanente, no prazo de sessenta dias, incluindo as que estão localizadas nas imediações e que estão influindo na intervenção ou degradação da área do manguezal.

Confira vídeo de desabafo de um dos moradores:

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais