Estudantes prometem acampar na PMA

0

A SMTT deverá se pronunciar sobre o assunto até o dia 15 (Foto: Arquivo Portal Infonet)
Com barraca, nariz de palhaço, apitos e faixas, os estudantes prometem acampar no gabinete do prefeito, caso o valor da tarifa do transporte sofra reajuste. A afirmação é do presidente da União Sergipana dos Estudantes (Uses), Aby Custódio.

O possível reajuste da tarifa do transporte urbano em 16,67%, significando que o custo da passagem pode aumentar de R$ 2,10 para R$ 2,45, deixou muitos usuários revoltados. A escala apresentada pelo Sindicato das Empresas em Transporte de Passageiros (Setransp) segue em negociação junto à Superintendência de Transporte e Trânsito (SMTT) que a partir dessa semana deverá se pronunciar sobre o assunto.

Aby Custódio afirmou que grêmios estudantis estão reunidos para uma grande manifestação que

Aby promete acampar no gabinete do prefeito
será realizada na quinta-feira, 13, na avenida Rio de Janeiro. Segundo Custódio a tarifa de R$2,10 já é bastante cara e não agrada os usuários. “Não vamos aceitar nenhum tipo de aumento, vamos pedir o congelamento da tarifa. Pedimos que os vereadores se somem a essa luta e participe junto com a sociedade de uma ampla discussão sobre o assunto, inclusive com a licitação do transporte público e a inclusão da tarifa social de R$1 que já acontece todos os finais de semana em Fortaleza”, reivindica.

O representante da Uses diz ainda que aguarda um posicionamento do Ministério Público Estadual (MPE) sobre o cumprimento da lei em que o estudante pagaria apenas um terço da passagem do valor da passagem. “Hoje o estudante paga a meia passagem, mas a lei 335 diz que o estudante deve pagar apenas um terço do valor da tarifa, essa lei não está sendo cumprida, por isso, estamos aguardando um posicionamento do Ministério Público”, diz o presidente da Uses, que faz um apelo a prefeitura.

“Pedimos que a prefeitura tenha sensibilidade e conheça o sofrimento diário dos trabalhadores que utilizam o serviço e que não podem pagar uma tarifa maior. É preciso que a prefeitura administre para os trabalhadores e não para a classe empresarial”.

SMTT

Segundo a assessoria do diretor de transporte público da SMTT, o aumento da passagem está em fase estudo junto com a superintendência e até o dia 15 desse mês, o órgão se posicionará sobre o assunto.

Por Kátia Susanna

Comentários