Ex-deputado nega autoria de carta anônima

0

Hoje pela manhã, o ex-deputado Nelson Araújo, falou, durante o programa “Fala Sergipe”, da Rádio Atalaia AM, a respeito da carta anônima enviada ao Ministério Público dando conta de denúncias contra o procurador geral do MP, Luiz Valter. Araújo foi cogitado como possível autor da mesma.

Enviada 
durante o processo de seleção dos nomes que irão concorrer a uma vaga no Tribunal de Justiça do Estado, devido o falecimento do desembargador Fernando Franco, a carta dizia que o procurador havia usado do cargo para não pagar uma indenização que supostamente deveria a um funcionário, menor de idade, que teria perdido a mão em um acidente na fazenda do mesmo.

“O amigo de uma autoridade me trouxe uma petição pronta para que eu assinasse. Ela tratava exatamente daquilo que foi veiculado na carta. Não sei porque pensaram que eu a tinha enviado. Não sou homem de anonimato. Acho que cada um deve assumir a responsabilidade pelo que diz e eu assumo. Nunca publicaria uma carta anônima” afirmou o ex-deputado.

Araújo disse, ainda, que não assinou o documento. Segundo ele, o portador não apresentou nenhuma comprovação das denúncias feitas na representação. “Um amigo de alguém de lá (MP) veio até mim para que eu assinasse a representação judicial, mas eu me recusei a fazê-lo pois percebi que não havia nenhum documento comprovando o que estava escrito. Pedi ao portador que me apresentasse provas, mas até agora nada”, disse Araújo em tom enfático.

VAGA – A lista com os nomes dos indicados a vaga de desembargador deve ser divulgada no dia 14 de junho. O Ministério público já foi comunicado pelo Tribunal de Justiça. As inscrições para concorrer a vaga poderão ser feitas de 6 a 13 de junho e a expectativas é de que o edital, com o regulamento para a seleção, seja divulgado nos próximos dias.

A escolha será feita numa reunião do Conselho Superior do Ministério Público, prevista para o dia 14 deste mês. Comporão a lista sêxtupla os seis candidatos mais votados. Esta será encaminhada para o Tribunal de Justiça que a reduzirá para três nomes que serão encaminhados para o governador João Alves Filho, responsável pela escolha e nomeação do novo desembargador.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais