Exclusivo: preso assassino do Jatobá

0

Julião matou a mulher com várias facadas
Um crime bárbaro que chocou os moradores da Praia do Jatobá, localizado no município de Barra dos Coqueiros, foi desvendado pelo Delegado da Delegacia de Homicídios (DHPP), Sérgio Ricardo, com a prisão do autor do homicídio na manhã desta quarta-feira, 28. Maria Selma Pereira da Silva, de 41 anos, foi morta no último dia 17 na Praia do Jatobá, localizada no municipio de Barra dos Coqueiros.

De acordo com o delegado, a polícia estava investigando o crime e trabalhava na tentativa de prender o assassino. O homem identificado como Givanilson Jesus da Silva, de 24 anos, conhecido como “Julião”, estava escondido na casa do pai no “Multirão”, localizado no conjunto João Alves, em Nossa Senhora do Socorro.

Sérgio Ricardo afirmou que durante o depoimento Givanilson disse que não lembra o que aconteceu, mas confessou que chamou Selma e mais dois homens identificados como Fábio e Pezão para beber na casa dele. Givanilson conta que teve uma discussão com Fábio e que a mulher tentou acalmar os ânimos.

“Ele diz que Selma foi se meter e que por isso teria matado ela. Durante a discussão o Pezão foi para casa e não viu o crime. Na briga o Givanilson deu um tiro nas costas de Fábio, mas ele fugiu e como ficou somente a Selma, Givanilson resolveu matar ela”, relata o delegado, salientando que apesar da experiência, ficou chocado com a violência.

“Os vizinhos do Givanilson que são um casal de velhinhos ouviam a mulher gritando pedindo socorro, mas eles não puderam sair de casa para ajudar. Selma foi encontrada despida, com várias perfurações e com o corpo dilacerado”, conta Sérgio Ricardo.

Por Kátia Susanna

Comentários