Extintores veiculares devem ser trocados

0

O Detran está alertando aos motoristas sobre os cuidados que se deve ter com os extintores veiculares. Entre eles, estão observar se a data de validade está vencida (impressa em alto relevo no fundo do cilindro), verificar se o estado de conservação do cilindro é ruim, e se o manômetro (instrumento que mede a pressão) está no vermelho.

 

De acordo com o órgão, se o equipamento se enquadrar em uma dessas condições, o proprietário do veículo deve trocá-lo imediatamente pelo extintor tipo ABC, sob pena de ter que pagar por uma infração grave, no valor de R$ 127,69, além de ter cinco pontos registrados na carteira.

 

O Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) divulgou novas normas que entraram em vigor no início deste ano, através da resolução 157, que determina a substituição do extintor BC pelo ABC, composto, por monofosfato de amônia. O produto seria mais eficiente.

 

Além de estender a validade de três para cinco anos, ou seja, quem trocá-lo ainda este ano só precisará adquirir outro em 2010, os extintores tipo ABC já estão sendo incluídos nos veículos novos fabricados no Brasil, desde o dia 1º de janeiro de 2005, e deverão ser substituídos, gradativamente, pelos proprietários de veículos usados, que ainda utilizam os extintores antigos.

Estão obrigados a realizar a troca do extintor, donos de automóveis, de caminhonetes, de caminhonetas, de ônibus e de caminhões. Ficam excluídos as motocicletas, motonetas, ciclomotores, triciclos, quadriciclos automotores sem cabine fechada, tratores, veículos inacabados ou incompletos, veículos destinados à exportação e veículos de coleção.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais