FAB descarta risco de colisão entre aeronaves

0
Legenda

A Força Aérea Brasileira informou na tarde desta quinta-feira, 15, que o helicóptero que trafegava pela pista do Aeroporto Santa Maria não cruzaria a rota de decolagem que seria utilizada pela aeronave da Azul. Os esclarecimentos se referem à manobra feita pelo piloto do Voo 4101, que decidiu abortar o procedimento de decolagem ao perceber outra aeronave na pista e estimar a ocorrência de uma colisão em apenas 20 segundos.

A nota enviada pela FAB dá detalhes do percurso informando que os tráfegos conhecidos naquele momento eram a aeronave da Azul, que decolaria da pista 11, com curva prevista para a esquerda após a decolagem, e um helicóptero que se aproximava do aeródromo pela radial 123º (direita do aeródromo). [Veja infográfico abaixo].

Infográfico enviado pela FAB detalhando o tráfego das aeronaves (Imagem:FAB)

Ainda de segundo a FAB, o trajeto previsto e efetuado pelo helicóptero em aproximação, que operava em condições visuais, é um procedimento normal e não cruzaria a rota de decolagem que seria utilizada pela aeronave da Azul. Em função dos trajetos totalmente distintos, a FAB destacou que não havia risco de colisão entre as duas aeronaves.

A FAB explicou ainda que o aeródromo de Santa Maria é atendido pelo serviço de Informação e Alerta (AFIS), no qual a separação entre os tráfegos é de responsabilidade dos comandantes das aeronaves, assim como a decisão de abortar a decolagem.

Ao fim, a FAB ressaltou que nos últimos três anos, nenhuma ocorrência deste tipo foi registrada no Aeroporto Santa Maria.

Fato

O voo 4101 que fazia a rota Aracaju/ Maceió estava prestes a decolar do Aeroporto Santa Maria na última quarta-feira, 14, quando o piloto avaliou que teria que tomar uma atitude para evitar uma colisão frontal com outra aeronave [que não foi identificada pelo piloto]. O caso ganhou repercussão na imprensa nacional após um dos passageiros ter publicado um vídeo no qual o piloto relata detalhes da manobra.

Por Verlane Estácio com informações da FAB

Comentários