Falso dentista presta depoimento

0

Delegado diz que acusado teve que ser encaminhado até a Delegacia
Na manhã dessa quinta-feira, 12, Edgar Júnior da Silva, de 64 anos, que é acusado de exercer ilegalmente a profissão de dentista, prestou depoimento da 5° Delegacia Metropolitana.

De acordo com João Eduardo, delegado que investiga o caso, policiais precisaram conduzir o acusado até a delegacia. “Ele foi conduzido coercitivamente por que nas duas últimas vezes ele foi intimado e não compareceu a delegacia”, explica João.

Ainda de acordo com o delegado, o acusado confirmou que possui certificado de um curso de protético, mas negou que efetuou procedimentos odontológicos. “Ele diz que não realizava obturações nem extrações dentárias, mas quando mostramos as provas ele afirmou que havia feito algumas intervenções, alegando que eram necessárias”, relata.

João Eduardo ainda informou que o depoimento durou cerca de duas horas e que em seguida Edgar foi liberado. “Vamos encaminhar todo o inquérito para Justiça e aguardar a decisão”, acrescentaJoão Eduardo.

Perigos

O Portal Infonet, já noticiou os perigos para quem realiza tratamento com falsos dentistas. De acordo com o presidente do Conselho Regional de Odontologia, Augusto Tadeu, é possível contrair hepatites e até câncer de boca.

Por Alcione Martins e Kátia Susanna

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais