Falta dinheiro para conservação

0

No ano passado, a CNT fiscalizou 56.798 kms e verificou que 74% dos trechos tinham problemas. Apenas 26% de estradas estavam boas. Além de buracos na pista, a pesquisa detectou que 65,3% dos trechos, cerca de 48 mil quilômetros, têm sinalização inadequada. Em 27.700 quilômetros não existe acostamento e em 40,3% da extensão avaliada, mais de 30 mil quilômetros, não havia sinalização sobre o limite máximo de velocidade.

 

A falta de dinheiro é a principal razão para o mau estado de conservação das rodovias. A CNT estima que de 18 mil a 20 mil quilômetros de estradas federais terão de ser reconstruídos, pois estão com a base comprometida e não seguram mais os remendos de emergência.

 

Por Ivan Valença

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais