“Faltou humildade para chegar ao resto do partido”

0

Hoje pela amanhã, a turbulenta relação entre o senador Almeida Lima e a cúpula do PSDB em Sergipe voltou a ser motivo de comentários. O fato do senador peessedebista ter ficado de fora do programa eleitoral gratuito do partido, que foi ao ar ontem a noite, parece ter sido mais um sinal de que asituação entre Lima e a direção da legenda no Estado não vai ser resolvida tão cedo.

Sobre o assunto, o deputado estadual e secretário do PSDB em Sergipe, Ulices Andrade, falou hoje pela manhã ao programa “Fala Sergipe”, da rádio Atalaia AM. Segundo ele, o fato de Lima não ter participado do programa não significa algum tipo de retaliação, e sim falta de entrosamento e convívio entre o senador e a cúpula do PSDB. “Almeida não está integrado à bancada estadual. Ele filiou-se em Brasília e tem mais contato com a direção do partido lá do que aqui. Não houve uma retaliação, simplesmente Almeida não se aproximou do grupo aqui”, disse Andrade.

A respeito da colocação de Almeida anunciando que levaria a questão à direção nacional do partido, o secretário do PSDB no Estado foi direto. “Ele sempre leva. Ele sempre leva as questões para Brasília para comunicar à nacional do partido. O que acontece é que ele não está querendo o melhor para a sigla. Para ele, quanto pior para o PSDB melhor, porque aí ele fica sozinho. Contudo, nós estamos levando o barco. Almeida desde o ano passado diz que vai tomar a direção do partido aqui e, até agora, nada. Isso prova que o PSDB em Sergipe está em boas mãos”, rebateu o secretário.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais