Família de vítima da marquise está desolada

0

Momento em que o corpo de Vanusa estava sendo trasportado para o IML (Fotos: Portal Infonet)
Dor e dosolação. Esses eram os sentimentos visíveis no rosto da cunhada de Vanuza Silva dos Santos, 30 anos, que morreu soterrada na manhã desta segunda-feira, 26 por conta do desabamento da marquise de um prédio adquirido pelas Lojas Esplanadas no Calçadão à rua João Pessoa. Izabel Cristina Santos Nascimento foi liberar o corpo esta tarde no Instituto Médico Legal (IML). O Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (Crea) informou que já tinha emitido uma notificação por conta do prédio em ruínas.

Ela contou que Vanuza Silva era casada com seu irmão há mais de dez anos e que os dois têm juntos, cinco filhos: uma menina de 12 anos, uma de 11, um menino de nove anos e uma menina de 7 [que também foram atingidas no acidente] e um

Representante da empresa conversa com Izabel (de vermelho) e a irmã (Fotos: Portal Infonet)
menininho de cinco anos. “Meu irmão é encanador, mas está desempregado, vive de bico. E Vanuza estava trabalhando em casa de família no bairro Coroa do Meio. A minha família é de Laranjeiras e ela não tem ninguém aqui em Sergipe. A família dela é de São Paulo, mas agora ela só tem um irmão que mora na Bahia e a gente está tentando entrar em contato”, relata.

A cunhada de Izabel contou à reportagem do Portal Infonet que Vanusa estava voltando de Laranjeiras na manhã desta segunda-feira com os dois filhos. “Ela tinha ido levar as filhas de uma amiga que estavam passando férias aqui. E estava indo falar com uma deputada na Assembléia Legislativa. Eu soube que ela tinha acabado de perguntar a uma moça onde ficava a Assembléia, quando aconteceu a tragédia”, informa.

A representante da Esplanada também esteve no IML
Ela disse ainda que toda a família mora na Coroa do Meio e que ainda não sabem a que horas será o sepultamento. “Estou aqui ainda tremendo e com muita enxaqueca pensando na minha mãe, no meu irmão e nos meus sobrinhos. Os dois que estavam com a mãe já foram liberados do hospital. A menina está com ferimentos na face e o menino com o braço machucado. Acredito que já sabem que a mãe morreu”, lamenta acrescentando que o sepultamento será no Cemitério São João Batista.

Apoio

Izabel Cristina estava no IML acompanhada de uma irmã, da representante das Lojas Esplanada [que não tem autorização

Presidente do Crea, Jorge Silveira
para dar entrevistas] e do representante da empresa SS Engenharia, Sidney Simas dos Santos.

“Nós estamos aqui dando apoio aos familiares e agilizando o sepultamento. A firma está trabalhando na reforma do prédio há cerca de dois meses. Ainda não sabemos o que causou o acidente, somente quando sair o resultado da perícia. Não tivemos nenhum trabalhador ferido, pois a marquise caiu para fora”, conta Sidney ao lado das cunhadas de Vanusa.

Crea

O presidente do Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia – Crea-SE Jorge Silveira informou que todas as estruturas metálicas e de concretos devem ter um cuidado todo especial e cabe aos proprietários, de uma maneira geral, que tenham marquises, uma preocupação em verificar constantemente  a cada dois ou três anos, a situação que se encontra a sua marquise, porque  ela sofre  influência da infiltração de água/umidade que provoca corrosão na armadura e faz com que venha a ruir.

No caso do desabamento desta segunda-feira, no calçadão, Jorge Silveira diz que parece, a princípio, que foi provocada por uma demolição que foi feita com equipamentos com uma vibração excessiva e isso levou a uma desagregação dos materiais e por ventura, levou conjuntamente a ruína da estrutura.

Silveira afirma ainda que o Crea-SE através da sua fiscalização, já tinha ido ao prédio e feito uma notificação diante do estado que se encontrava a estrutura em questão. Agora, o Conselho está apurando o que realmente aconteceu para verificar com os profissionais qual o real motivo do desabamento e tomar as medidas cabíveis.

Por Aldaci de Souza

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais