Família fica refém de bandidos no 17 de Março

0
Ladrões escalam muro de residência (Fotos enviadas pelo líder comunitário dono do imóvel) 

Assaltantes pularam o muro da residência do líder comunitário, Adriano Araújo, presidente da Associação dos Moradores do bairro 17 de Março, mantiveram a família como refém por cerca de 20 minutos, roubaram vários objetos e depois fugiram a pé. O crime aconteceu por volta das 14h da quinta-feira, 2, mas as vítimas só registraram o roubo na manhã desta sexta-feira, 3, em boletim de ocorrência em uma Delegacia de Polícia Civil.

Adriano Araújo não estava em casa. No imóvel, estavam a filha, o genro dele e uma criança de apenas três anos, filha do casal e neta do líder comunitário. Adriano revela que tinha saído de casa cerca de meia hora antes, deixando o casal no imóvel. Os quatro homens estavam armados com revólver e faca, dois deles encapuzados e outros dois apenas usando chapéu.

No primeiro momento, os ladrões tiveram acesso ao quarto da frente, onde a criança brincava com o aparelho de telefone celular. “Eles pegaram a criança pelo braço e levaram até a cozinha onde minha filha estava e o meu genro estava no banheiro”, contou Adriano Araújo. “Eles viram meu genro saindo do banheiro e puxaram meu neto pelo braço, mas depois soltaram porque minha filha implorou para que eles não fizessem nada com eles”, lembra.

Ladrões deixam gavetas reviradas

Durante todo o tempo, segundo o líder comunitário, os ladrões ameaçavam o casal apontando as armas. Eles fugiram a pé, saindo pelo portão central da frente da residência, com vários objetos, carregado nas mãos: um aparelho de TV, um aparelho de som, dois telefones celulares, roupas, perfumes, joias e dinheiro, cerca de R$ 150, segundo o líder comunitário.

Por Cássia Santana

Comentários