Familiares e amigos se despedem de José Carlos Silva

0
Velório acontece no Cemitério Colina da Saudade aonde será sepultado (Fotos: Portal Infonet)

Familiares e amigos compareceram na tarde desta quarta-feira, 5, ao Cemitério Colina da Saudade, para o velório e o sepultamento do engenheiro e proprietário da Construtora Cosil, Del Mar Hotel e da Emissora de rádio, 103 FM, José Carlos Silva, que morreu hoje aos 78 anos, vítima de falência múltipla dos órgãos.

Zé Carlos como era conhecido, sofreu uma queda em casa há quase dez anos, tendo um traumatismo craniano, mas se recuperou e há uns dois anos vinha sendo acometido por crises recorrentes. Estava internado no Hospital São Lucas desde o dia 23 de junho de 2015,  tendo permanecido uns oito dias na Unidade de Tratamento Intensiva (UTI), passando para o quarto onde o estado se agravou nos últimos dias, falecendo nesta quarta-feira.

Filhos e netos ao redor do caixão

Para o ex-prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PCdoB) e genro do engenheiro [casado com Danusa Silva], a perda para o Estado de Sergipe é por diversos aspectos.

“Zé Carlos foi um empresário que pelo trabalho, dedicação e competência fundou uma empresa que teve um papel muito importante no desenvolvimento da cidade de Aracaju, que no seu inicio era considerada inviável e pela luta do povo sergipano e dos empresários do setor imobiliário, que a cidade se ergueu. Em segundo lugar, Zé Carlos era um homem correto e ético num momento em que a ética está tão em falta em todos os campos da vida política, econômica e social, ele era um empresário que prezava pela clareza das coisas e satisfação de seus clientes. E pelo lado pessoal, como meu sogro eu tinha por Zé Carlos um carinho e uma amizade, pessoa com quem eu tinha um relação muito profunda. É uma tristeza grande por todos esses aspectos”, lamenta.

Viúva e o irmão de Zé Carlos, o médico Reginaldo Silva

Edvaldo Nogueira: "A perda é por diversos aspectos"

O empresário era casado com Maria de Fátima com quem teve cinco filhos: Danusa, Carlos José, Jéssica, Ilana e Samara, a quem ensinou que na vida nada existe mais importante que a educação. “A educação é para toda a vida, ninguém pode tirá-la de vocês. É o maior patrimônio que podem ter”, dizia.

Formado pela tradicional Escola Politécnica de Engenharia do Recife, José Carlos Silva pediu demissão do emprego público no DNOCS para aos 28 anos, dar inicio às atividades da Cosil, tornando-a uma das mais conceituadas de Sergipe, expandindo os negócios para as cidades de São Paulo e Recife.

Por Aldaci de Souza

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais