Famílias ainda permanecem na invasão

0

Invasão do Marivan, no Santa Maria
Nesta segunda-feira, 17, três dias após o início dos trabalhos de desocupação na invasão do Marivan, no Santa Maria, quatro famílias ainda permanecem no local, de acordo com a Secretaria de Estado da Inclusão e do Desenvolvimento Social (Seides), responsável pelo aluguel das casas que vão alojar essas pessoas. Segundo a Seides, as famílias restantes ainda não encontraram residências próprias para o aluguel.

No entanto, a líder comunitária da invasão do Marivan, Wiliane Santos, diz que são nove as famílias que permanecem no local, e não quatro como divulgou a secretaria. “Desse total, sete fazem parte do cadastro para o aluguel, mas continuam procurando as residências. Duas delas não participam do cadastro, e não sabem se serão incluídas nesses aluguéis”, diz Wiliane.

Uma dessas pessoas de destino incerto é Cynara Souza Roque, que estava grávida quando da última reportagem feita pelo Portal Infonet sobre esse tema, mas que deu à luz no último domingo, 16. Segundo Maria Luzinete, tia de Cynara e que também mora na invasão, ela está pensando em voltar para o barraco quando sair da maternidade.

Cynara, de rosa, já deu à luz e família temem que ela volte à invasão
“A minha casa eu já consegui e espero me mudar em breve, mas minha sobrinha não tem para onde ir. No dia em que foi feito o cadastro das famílias para o aluguel ela não estava aqui, e o nome dela não foi incluído na lista. Peço para que a Seides arrume um local para Cynara, pois ela não tem condições de voltar para aquele barraco agora de resguardo e com o filho recém-nascido”, afirma Luzinete. Ela ressalta que o local, desprovido de saneamento básico, tem deixado os moradores doentes com freqüência, principalmente as crianças.

Sobre a situação de Cynara, a assessoria de comunicação da Seides recomenda que a moradora procure a secretaria para que haja um encaminhamento de seu caso. E quanto às famílias que ainda não encontraram casas para aluguel, a Seides pede que elas continuem procurando para que seja feita a desocupação total e imediata do local.

Morro do Avião

Outra invasão no Santa Maria, a do Morro do Avião, foi totalmente desocupada na manhã desta segunda-feira, 17, segundo informações da Seides. As famílias foram todas encaminhadas a casas de aluguel e os barracos já estão sendo desmanchados para evitar uma nova ocupação.

Por Helmo Goes e Aldaci de Souza

Comentários