Famílias devem solicitar remoção de ossos do São João Batista

0

Aproveitando o feriado do Dia de Finados, a Emsurb comunicou às pessoas que têm parentes enterrados no Cemitério São João Batista entre os anos de 1999 e 2000, que procurem a administração do cemitério e providenciem a retirada dos ossos e o reenterro no ossário. Essa ação tem como objetivo possibilitar novos sepultamentos. O tempo mínimo para fazer a remoção dos ossos é de dois anos e meio. Se até o final de novembro as famílias não procurarem a administração do cemitério, a Emsurb fará o enterro coletivo no próprio cemitério. O São João Batista, no conjunto Castelo Branco, tem cerca de 3.500 pessoas sepultadas. Para solicitar a remoção dos ossos, as famílias devem apresentar carteira de identidade e CPF do responsável pela retirada e o atestado de óbito da pessoa sepultada.

Comentários