Famílias que ocuparam Incra buscam respostas sobre Fazenda Merém

0
Famílias se reuniram com representantes do Incra (Fotos: Portal Infonet)

Famílias que ocupam a Fazenda Merém, em Nossa Senhora do Socorro, se reuniram nesta segunda-feira, 10, com representantes do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária de Sergipe (Incra). A reunião ocorreu após os integrantes dos movimentos ocuparem o órgão, na semana passada.

Os ocupantes foram cobrar respostas para questões relativas ao cadastramento das famílias. De acordo com um dos moradores da área, há um impasse judicial para decidir a quem pertencerá as terras, já que o responsável legal é uma empresa privada que deve mais de R$ 5 milhões à União. “Enquanto isso, a gente fica sem saber o que fazer e procura uma resposta”, disse o pequeno agricultor Misael Santos.

Outro problema apontado pelos moradores é que, atualmente, existem 1.000 famílias residindo no local, mas apenas 20 poderão ocupar a área, caso a decisão judicial seja favorável aos ocupantes. “Esse foi o número a que chegamos após avaliar o terreno”, explicou a engenheira agrônoma e chefe da Divisão de Obtenção de Terras do Incra, Kátia Muniz.

“Caso haja decisão judicial favorável, faremos um edital para avaliar as pessoas que se encaixam no perfil para pleitear a terra. A partir do lançamento do edital, o trâmite deve durar 90 dias. Mas não temos como mensurar o tempo que pode levar o processo judicial”, completou a engenheira.

por Jéssica França

Comentários