Fapitec firma contrato com empresas contempladas no Tecnova II

0
Presidente da Fapitec, Ronaldo Guimarães (Foto: Ascom)

Dando continuidade ao Programa de Apoio à Inovação em Empresas Brasileiras (Tecnova II), o Governo do Estado, por meio da Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe (Fapitec) firmou, nesta semana, contrato com as empresas que foram aprovadas no Edital. Nos próximos dias, os projetos começam a receber os recursos para iniciar os trabalhos.

Os contemplados receberão valores entre R$ 100 mil e R$ 300 mil, pagos em quatro parcelas, e servirão como incentivo para abertura ou expansão dos negócios. De acordo com o diretor presidente da Fapitec, Ronaldo Guimarães, o edital cumpre seu cronograma conforme previsto. “Iniciamos o pagamento da primeira parcela dois meses depois da divulgação do resultado final, para que as empresas comecem a desenvolver seus trabalhos dentro do cronograma. Sem dúvidas, o Tecnova II será mais um edital que contribuirá consideravelmente com o empreendedorismo e a inovação em Sergipe”, pontua.

Contemplado pela iniciativa, o projeto “SOS Maria da Penha”, visa contribuir para uma resposta rápida dos órgãos de defesa em casos de violência contra a mulher. Segundo Rogério Souza, responsável pelo projeto, a primeira parte dos recursos serão utilizados para a compra dos equipamentos necessários para execução, e para o pagamento da folha dos profissionais alocados, com base no plano de trabalho. O mesmo será feito pelo Projeto Ciclope, também contemplado pelo edital, que utilizará a verba para a contratação dos estagiários e para a compra dos equipamentos.

Rogério Souza conta que um dos primeiros passos será a realização de uma reunião com o time de talentos selecionados para se dedicar ao projeto, e que será feita uma divisão de tarefas a serem executadas por cada um deles durante a primeira janela de execução do trabalho, que é de três meses. “Sem os recursos do edital não conseguiríamos que esse projeto saísse do papel, seria só mais uma ideia. Uma grande equipe ficará alocada full time no projeto e equipamentos necessários para a execução poderão ser viabilizados”, comemora.

Fonte: ASN

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais