Feira da Agricultura Familiar realiza ações nesta quarta

0
Feira da agricultura familiar (Foto Ana Licia Menezes)

A Feira da Agricultura Familiar, que acontece uma vez por mês na sede da Prefeitura de Aracaju, já se consolidou como uma referência para quem prioriza o consumo de alimentos mais saudáveis e livres de agrotóxicos na capital.

Para marcar o Dia Mundial da Alimentação Saudável, comemorado no dia 16 de outubro, além da sua 6ª edição, a Secretaria Municipal da Assistência Social de Aracaju aproveitou para oferecer gratuitamente aos consumidores uma aferição antropométrica, realizada pela coordenadoria de Segurança Alimentar e Nutricional, na manhã desta quarta-feira, 4.

O exame não tem um nome comum, mas não apresenta nenhum mistério. De acordo com a nutricionista Tatiana Canuto, tudo é feito a partir da análise de medidas como peso, altura e circunferência do abdômen, que vai gerar o Índice de Massa Corporal (IMC). “Em nossas feiras sempre pensamos em oferecer a promoção de boas práticas de saúde. A partir disso, trouxemos a aferição para proporcionar às pessoas durante as compras o primeiro passo para uma avaliação nutricional. Daqui elas já saem sabendo se há alguma propensão a doenças crônicas não-transmissíveis como diabetes, hipertensão e colesterol alto, por exemplo. Lembrando sempre que nossa atividade serve apenas como alerta, não substituindo a avaliação médica”, ressaltou.

De acordo com a diretora do Departamento de Segurança Alimentar e Nutricional, Rosane Cunha, é preciso sensibilizar a população sobre os males da obesidade e do consumo de legumes, verduras e frutas com produtos químicos. “É preciso conscientizar e a gente está tentando fazer com que a população leve a ideia para suas residências e vá compartilhando com os amigos toda essa importância de ingerir produtos sem agrotóxicos. A cada edição nós nos preocupamos em passar um recado. Este espaço é usado sempre para a conscientização de alguma forma, sendo o nosso grande diferencial.”

A auxiliar de serviços gerais, Maria José Santos, apareceu na feira e quando viu a aferição antropométrica, logo se interessou. Com 50 anos e já com alguns problemas de saúde como pressão e colesterol altos, ela foi pedir algumas indicações de como poderia se cuidar melhor. “Eu sei que exagero em comidas que não posso comer, mas com as indicações que estou recebendo agora, vou priorizar mais o cuidado comigo mesma”, falou contente.

Fonte: PMA

Comentários