Feliz Dia do Amigo para você

0

“Tenho amigos que não sabem o quanto são meus amigos. Não percebem o amor que lhes devoto e a absoluta necessidade que tenho deles.

A amizade é um sentimento mais nobre do que o amor, eis que permite que o objeto dela se divida em outros afetos, enquanto o amor tem intrínseco o ciúme, que não admite a rivalidade.

E eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos! Até mesmo aqueles que não percebem o quanto são meus amigos e o quanto minha vida depende de suas existências… A alguns deles não procuro, basta-me saber que eles existem. Esta mera condição me encoraja a seguir em frente pela vida”.

Assim Vinícius de Moraes, o poetinha, descreve esse sentimento tão importante na vida de cada um. Foi exatamente para celebrar este laço de companheirismo, união, confiança, lealdade e respeito que Enrique Febbaro, um dentista argentino, teve a idéia de criar o Dia Internacional do Amigo. Sua motivação veio do momento em que o mundo passava. Era década de 60 e a corrida espacial estava a todo vapor. A humanidade assistia à Guerra Fria e à disputa entre americanos e soviéticos para ver quem ganharia o espaço primeiro. Contaminado por esse clima, Febbaro resolveu prestar uma homenagem à humanidade em função de seu empenho em estabelecer vínculos além das fronteiras do planeta Terra.

 

Sua primeira iniciativa foi divulgar, ao longo de um ano, o lema “meu amigo é meu mestre, meu discípulo e meu companheiro”. Mas foi somente em 20 de julho de 1969, quando, às 23h56, o homem deixou sua marca definitiva no Espaço, com o astronauta americano Neil Armstrong sendo consagrado com o primeiro homem a pisar na lua, que o Dia Internacional do Amigo nasceu. Foi nesta data que Febbaro resolveu promover uma festa dedicada à amizade. Dez anos mais tarde, em 1979, a comemoração se tornou oficial em Buenos Aires, capital da Argentina, por força do Decreto nº 235/79 e aos poucos foi sendo adotada em outras partes do mundo.

 

Daí surgia o dia destinado a comemorar os laços de fraternidade e amor entre os amigos. Inclusive vale destacar que a palavra amigo por si só já diz muita coisa. Apesar de não existir uma precisão quanto à origem da expressão algumas hipóteses são consideradas como mais prováveis. De acordo com Cibele Ferreira, estudiosa de Filologia, considerando sua derivação a partir do latim, amicus, especulam-se principalmente duas possibilidades: a primeira é de que a expressão venha de amare, amar; a segunda é de que ela viria de animi (alma) custas (custódia), ou seja, guadador-de-alma, ou alguém que toma conta da alma de outro. Uma hipótese que se levanta, segundo Cibele, é a de que a palavra vem do grego: a (não, sem) ego (eu), que pode ter querido significar alguém com quem você se identifica tanto quanto com a si mesmo, mas que não é você.

 

Ainda sobre a expressão amigo a estudiosa levanta algumas curiosidades. Uma delas é que a palavra friend, amigo em inglês, tem a mesma raiz de freedom, liberdade na língua inglesa. Uma outra é que num passado, não registrado por escrito, a amizade podia significar, nas línguas saxônicas, a relação que se tem com alguém que lhe deixa confortável, em liberdade. Cibele acrescenta que os franceses comumente utilizam a expressão petit ami, na tradução literal pequeno amigo, para referir-se ao namorado ou namorada. Já na língua inglesa, acontece mais ou menos o contrário. “Se você diz ‘girlfriend’, pode significar tanto namorada quanto ‘amiga mulher’, isso quando se precisa enfatizar na frase o sexo do amigo. Mas se você só diz ‘girl’, um exemplo: ‘she is my girl’, você necessariamente está querendo dizer que é sua namorada”, explica Cibele.

 

 

Para o Dicionário Aurélio Buarque de Holanda, a palavra amigo pode ser tanto um adjetivo quanto um substantivo, ou seja ele pode ser uma qualidade de uma pessoa, ou ela em si. Contudo os significados são muito parecidos. Enquanto como adjetivo ela significa: 1. Que é ligado a outrem por laços de amizade; 2. Em que há amizade, amical, amistoso; 3. Simpático, acolhedor; 4. Que ampara ou defende; protetor; 5. Diz-se dos países que mantêm relações amistosas ou são aliados; 6. Benigno, propício. Como substantivo ela pode ser: 7. Homem ligado a outrem por laços de amizade; 8. Companheiro, colega; 9. Aquele que é amigo, defensor, protetor; 10. Apreciador, admirador, amante; 11. Simpatizante ou partidário; 12. Aquele que é dado a um hábito ou um vício; 13. País amigo.

 

Contudo, independente do sentido, da língua e de sua origem, a palavra amigo manteve ao longo dos anos um espírito de afeto e companheirismo que impregna a palavra e a acompanha nesta caminhada até os dias de hoje, fazendo-a manter a essência, mesmo com seu sentido ampliado ou restringido. Para os que podem dizer que possuem um amigo, ou vários amigos, o que realmente importa é o sentimento que os une. É saber que se pode contar com alguém nas horas difíceis e nas comemorações. E saber que, independente de onde se esteja, existe alguém que estará sempre pronto para te estender a mão. Este é o verdadeiro espírito da amizade.

 

Os amigos e quem somos

Amigos, quase irmãos

 

Por Alice Thomaz e Wilame Amorim Lima

Da Redação do Portal InfoNet

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais