FIES pede esclarecimentos sobre a duplicação de adutora no interior

0
O presidente da FIES solicitou ainda o agendamento de reuniões para discutir o assunto (Foto: Ascom Deso)

Atendendo solicitação de empresários de Estância através da Associação Empresarial das Indústrias daquele município, o presidente da Federação das Indústrias do Estado de Sergipe (FIES), Eduardo Prado de Oliveira, encaminhou ofício ao Secretário do Desenvolvimento Econômico, José Augusto Pereira de Carvalho, manifestando a preocupação da população e indústrias estancianas com a duplicação da Adutora do Rio Piauitinga, obra já em execução.

Ao que se sabe, a ampliação promoverá captação de água em Estância para distribuição aos municípios de Salgado, Lagarto, Simão Dias, Poço Verde e Riachão do Dantas, promovendo significativo aumento da demanda em fonte considerada precária, especialmente no período do verão, em razão do crescimento imobiliário desordenado e consequente aumento populacional, também por força da expansão industrial que transformou Estância num dos mais importantes polos produtivos do Estado.

No ofício, a FIES reclama  maiores esclarecimentos, especialmente sobre dados e estudos realizados sobre o local da captação, a capacidade de vazão atual no ponto de captação previsto no projeto de ampliação, a quantidade de metros cúbicos que serão retirados quando da conclusão da obra e se foram examinadas outras alternativas capazes de atender as populações dos municípios que se pretende beneficiar com a duplicação da adutora, além dos estudos de impactos.

O presidente da FIES solicitou ainda o agendamento de reuniões ou encontros nos quais, discutidos os meandros do projeto ora em execução, sejam elucidadas questões para dirimir dúvidas ou, se for o caso, corrigir rumos.

A Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico, da Ciência e Tecnologia (Sedetec) informa que recebeu o ofício da Federação das Indústrias de Sergipe (FIES) e que irá estreitar o diálogo com a mesma, envolvendo também o departamento de recursos hídricos do Estado.

Fonte: Fies

Comentários