Filhos de catadores de lixo serão profissionalizados pela UFS

0

O projeto ‘Jovem no Mundo do Trabalho’, da Universidade Federal de Sergipe (UFS) foi aprovado pelo programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud). A idéia, que foi encaminhada através do Ministério do Desenvolvimento Social do Brasil (MDS), tem por objetivo capacitar jovens na perspectiva de viabilizar o acesso ao emprego e renda no segmento da reciclagem de material plástico.

O comunicado da aprovação foi enviado ao reitor da UFS, professor Josué Modesto dos Passos Subrinho, que anunciou que o projeto deverá dar os seus primeiros passos em junho. O curso terá uma duração de 10 meses e pretende beneficiar 30 filhos de catadores de lixo residentes no bairro Santa Maria, em Aracaju.

Conforme informações do pró-reitor de Extensão e Assuntos Comunitários da UFS, professor Rui Belém, o projeto irá trabalhar com jovens na faixa etária entre 18 anos e 24 anos, filhos de catadores de lixo. “Essas pessoas vão freqüentar um curso com uma carga de 200 horas/aula e nele receberão estímulo para a criatividade e domínio de técnicas visando a profissionalização”, explicou Belém.

A instituição de ensino de ensino superior se submeteu ao edital do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento por entender a carência da comunidade do bairro Santa Maria. A UFS buscou a parceria da Cooperativa de Agentes de Autônomos de Reciclagem em Aracaju (Care), que cederá o espaço de sua sede para a realização do curso.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais