Fiscalização eletrônica vigora a partir de março

0
Navarro: mudanças em andamento (Fotos: Cássia Santana/Portal Infonet)

A Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) pretende iniciar o processo de fiscalização eletrônica do trânsito da capital sergipana a partir do mês de março. Segundo informações do diretor de planejamento e sistemas da SMTT de Aracaju, Francisco Navarro, o processo de licitação já está em andamento e pregão será realizado na próxima semana, em dia ainda a ser definido pela equipe técnica.

A licitação envolve 15 itens, conforme explica o diretor da SMTT, incluindo aquisição de painéis, treinamento de pessoal e aquisição dos equipamentos que farão a fiscalização eletrônica no trânsito de Aracaju [radar fixo – conhecidos como pardais; radar misto – que controla velocidade, faixa de pedestre e semáforos] e também as lombadas eletrônicas de redução de velocidade.

Os equipamentos serão instalados, no primeiro momento, em 40 pontos definidos pelo critério dos riscos, onde ocorre maior incidência de acidentes e em curvas perigosas. O diretor garante que cerca de 30% dos 122 cruzamentos controlados com semáforos na capital receberão os equipamentos específicos de fiscalização eletrônica.

Modelo de abrigo para espaço de três metros

A empresa vencedora fará a operação por um período de cinco anos, mas os equipamentos serão de propriedade da Prefeitura de Aracaju e serão atualizados tecnologicamente durante a vigência do contrato.

Abrigos

A SMTT também já está finalizando o processo para aquisição dos 700 primeiros abrigos que serão instalados nos pontos dos transportes coletivos da capital. Os equipamentos serão fixados de acordo com a entrega, que depende da disponibilidade de recursos da SMTT, segundo Francisco Navarro.

A pretensão da SMTT, segundo Navarro, é instalar abrigos em todos os 1.034 pontos catalogados pela Prefeitura de Aracaju em todos os bairros da cidade. Os abrigos serão padronizados, mas terão tamanhos diferentes devido à dimensão das calçadas, em espaços que variam entre um metro e meio a três metros, com espaço reservado para cadeirantes e disponibilidade de informações sobre as linhas, itinerários e os horários dos ônibus.

A licitação da primeira fase já foi concluída e os equipamentos devem ser instalados até o mês de fevereiro. A SMTT pretende abrir uma nova licitação para aquisição dos demais abrigos e para contratação da empresa de publicidade que vai mantê-los. Os demais abrigos serão instalados até o final da gestão, em 2016, segundo Navarro. 

Por Cássia Santana

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais