Fizcalisação no Dia Nacional do Tabagismo

0

As coordenações do Programa de Saúde do Adulto, do Trabalhador e da Vigilância Sanitária Municipal realizaram durante todo o dia de hoje, 29, em toda a capital, atividades referentes ao Dia Nacional de Combate ao Tabagismo com o objetivo de alertar a população sobre os riscos do hábito de fumar.

O Centro de Referência à Saúde do Trabalhador (Cerest) e as Secretarias Municipal e Estadual de Saúde, que são os organizadores da mobilização, distribuíram nas 43 Unidades de Saúde da Família (USFs), um material educativo que será entregue nas salas de espera à população. Além da fiscalização no Shopping Jardins, como forma de conscientizar os estabelecimentos para a Lei Federal nº. 9.294/96 e o Decreto Federal nº. 2.018, que regulamente a lei, busca preservar o ar nos ambientes internos e proteger aos não fumantes, proibindo o fumo em recinto privado ou público.

Grupo “A Arte de Prevenir é Melhor que Remediar” em apresentação
Além disso, como forma de conscientização numa forma divertida, o grupo ‘A Arte de Prevenir é Melhor que Remediar’, que faz parte da Coordenação de Estudos Permanentes em Saúde (COEPS), da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), realizou uma apresentação musical sobre o tema .

Dados de 2003, levantados pela Secretaria de Saúde do Estado de Sergipe, em comparação a 1989, houve uma redução em 30% o consumo de cigarro no Estado de Sergipe. Nessa última pesquisa ficou contatado que os homens fumam mais que as mulheres. E fatores influenciam no consumo, como a baixa escolaridade, e baixo poder aquisitivo. A pesquisa foi elaborada com pessoas a partir dos 15 anos.

De acordo com a gerente de Doenças e Agravos Não-Transmissíveis da Secretaria de Saúde do Estado, Lívia Silva, as campanhas são pontuais, realizadas duas vezes ao ano. A primeira, que é mundial, foi realizada em 31 de maio, e a nacional que é realizada nesta quarta-feira, 29. Ações permanentes realizadas pela secretaria, gratuitamente, capacitam professores nas escolas, abordando e tratando pacientes em unidades de saúde, tudo em 11 municípios sergipanos.

Lívia Silva
Ela explicou que aqueles que necessitarem de ajuda do programa, somente deve seguir aos postos de saúde localizados em seus municípios, que estejam inseridos com o programa, assinar o cadastro e participar do grupo de tratamento. Em Aracaju o Hospital Universitário é quem disponibiliza a colaboração. O paciente receberá a abordagem cognitivo-comportamental e a ajuda com medicamentos.

Uma outra pesquisa, iniciada ano passado, e realizada por telefone, com a denominação Vigilância de Agravos de Doenças Não-Transmissíveis, inclui o tabagismo e fatores de obesidade, e alimentação. A pesquisa irá possibilitar a analise de mudança de quadro.

De acordo com a coordenadora do Programa de Saúde do Adulto, da Secretaria Municipal de Saúde, Tereza Nogueira, o município, através do Programa Saúde do Adulto, já tenta, juntamente ao Ministério Público Estadual, negociar com os shoppings e supermercados para que seja eliminado o fumo dos ambientes.

Tereza Nogueira
“Estaremos notificando os estabelecimentos que descumprirem a lei. E não somente a fiscalização que deve agir. Ela funciona, mas a população deve também cobrar o cumprimento da lei”, explica Tereza Nogueira.

De acordo com dados divulgados pelo Instituto Nacional do Câncer (Inca) hoje, 29, aproximadamente 200 mil pessoas morrem a cada ano no Brasil por conta do fumo, e 18,8% dos brasileiros com mais de 15 anos são fumantes. Ainda de acordo com os dados, 90% das mortes provocadas por câncer de pulmão estão relacionadas ao fumo, bem como 85% das mortes provocadas por bronquite e enfisema. 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais