Folclore em foco na cidade de Laranjeiras

0

Bandeirolas coloridas enfeitam a cidade. Por todas as ruas, luzes são colocadas pelos funcionários da prefeitura de Laranjeiras para iluminar as ruas antigas com calçamento de pedras portuguesas. Começou hoje o 30º Encontro Cultural de Laranjeiras, promovido pela Prefeitura Municipal da cidade e pelo Governo de Sergipe. O Encontro vai de hoje até o domingo, dia 9.

Os movimentos sociais, o poder comunicante do Folclore e 30 anos de Encontro Cultural de Laranjeiras: estas são as bases de discussão do 30º Encontro. Em três décadas de discussões a respeito do folclore sergipano, muita coisa mudou, dos temas abordados à qualidade da produção cultural.

José Carlos Teixeira
De acordo com o secretário de Cultura do Estado, José Carlos Teixeira, várias providências estão sendo tomadas para melhorar a questão da preservação do patrimônio histórico da cidade, bem como da cultura e do folclore local. Através de investimentos provenientes do BID, Prodetur II e do Projeto Munumenta, cidades como são Cristóvão e a própria Laranjeiras serão beneficiadas com os programas.

Através de simpósios, oficinas, palestras e mesas de discussão, pesquisadores convidados de todas as regiões do país discutem formas de agregar mais valor ao folclore sergipano. Paralelamente, grupos folclóricos fazem suas apresentações no meio da rua.

Dessa maneira pensa o presidente da Comissão Pernambucana de Cultura e ex-presidente da Comissão Nacional do Folclore, Roberto Benjamim. Para ele, “a presença dos pesquisadores de fora do Estado representa a valorização das manifestações locais porque provoca a discussão de temas referentes ao folclore e, conseqüentemente, a conservação dos grupos e da cultura laranjeirense”.

Os simpósios contam com grandes nomes da pesquisa em cultura brasileira, como Antônio Holfeldt, Roberto Benjamin, Osvaldo Trigueiro, Maria de Fátima Batista, Altimar Pimentel, Bráulio do Nascimento, Maria de Cássia Frade, Maria Tereza Camargo, Maria Carvalho Micol, Antônio Amaury, Iaperi Araújo, José Fernando Silva. Além de Jackson da Silva Lima, Beatriz Góes Dantas, Aglaé Fontes, Francisco José Alves, Luiz Alberto dos Santos e José Maria Tenório Rocha.

Luiz Antonio Barreto
Segundo o jornalista Luiz Antonio Barreto, “os encontros tornaram visíveis a cara e a cultura de povo, como ele sobrevive em suas tradições, enfim, como ele sobrevive nos embates da vida. É o único encontro no Brasil que reúne estudiosos e divulga a cultura popular. Ademais, é um evento que ofereceu ao Brasil uma bibliografia especializada no assunto. Laranjeiras nesse sentido é uma escola de folclore”.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais