Fórum de Socorro julgará novos pedidos

0

A dona de casa teve parte da língua arrancada (Foto: Arquivo Portal Infonet)
Familiares de Vanderlan Oliveira Ramos continuam tentando provar que o professor merece uma chance de responder o processo em liberdade. De acordo com a mãe de Vanderlan, que é acusado de ter arrancado parte da língua da dona de casa Simone Vieira Soares, de 40 anos, o filho só cometeu a agressão após ter Simone ter quebrado o pára-brisa do veículo e ter ameaçado a esposa e seus filhos.

A funcionária pública, Ana Maria Oliveira Ramos, lamenta que a situação tenha chegado a agressão, mas deixa claro que o filho estava envolvido há três anos com Simone e que durante esse período as brigas eram frequentes.

Na manhã desta segunda-feira, 31, Ana Maria Oliveira esteve no Fórum de Nossa Senhora do Socorro, onde acompanhará o andamento do processo. O Portal Infonet conversou com o advogado do professor, Theo Ribeiro, que preferiu não fornecer detalhes sobre o andamento do caso.

Agressão

O fato ocorreu no dia 22 desse mês, na porta da casa da mãe do professor Vanderlan, localizada em Nossa Senhora do Socorro. De acordo com um dos filhos da vítima, Kissney Alisson Soares de Jesus, de 23 anos, a motivação da agressão foi ciúmes. “Do tempo que vivem juntos ele sempre teve ciúmes dela. Neste domingo, quando ele tentava enforcar minha mãe, ela colocou a língua para fora e acabou tendo um pedaço da sua língua arrancada por Vanderlan. Inclusive, ele engoliu depois”, relata.

Kissney diz que as agressões contra Simone eram constantes. “Ele tinha ciúmes até de nós, que somos seus filhos. Batia nela quando a gente não estava. Eu estou revoltado com esta situação”, desabafa o filho.

Por Kátia Susanna

Comentários