Funcionário da Emdagro passa mal

0

Ao final da votação, os servidores da Emdagro – que haviam trazido uma cesta com produtos sem agrotóxicos dos campos administrados pela empresa, entregues a cada um dos parlamentares – entoaram o Hino Nacional de costas para os deputados e se retiraram do plenário.

 

Enquanto vários servidores choravam, um funcionário da Emdagro sentiu-se mal e desmaiou junto à bancada de Imprensa causando ainda mais comoção. O presidente da Casa, deputado Antônio Passos, não suspendeu a sessão, mas interrompeu-a por alguns minutos para que as galerias fossem evacuadas.

 

Do lado de fora da Assembléia os servidores da Emdagro fizeram uma manifestação, aplaudindo os que votaram a favor da manutenção da empresa, vaiando os que votaram contra e também o governador do Estado.

 

Enquanto o funcionário da Emdagro se recuperava, soube-se que ele era epiléptico e sofreu novo ataque da doença em seguida. O Samu foi chamado e o servidor recolhido a um hospital.

 

No plenário, os integrantes da oposição se retiraram e, dos que ficaram, dois votaram contra os projetos governamentais. No caso da extinção da Emsetur, os funcionários em plenário receberam resignados a decisão do plenário.

 

Choro mesmo ocorreu na sede da empresa. Muitos funcionários choravam, outros se abraçavam, em um ato de contrição pelo encerramento das atividades da Empresa Sergipana de Turismo, que tem 32 anos. Os projetos aprovados sobem hoje para a sanção governamental e publicação no Diário Oficial.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais