Funcionários estão traumatizados após sequestro

0
Vidraças quebradas durante sequestro (Foto: Portal Infonet)

Após o fim do sequestro ocorrido em um restaurante na Orla de Atalaia, funcionários estão traumatizados, segundo afirma o proprietário do local identificado como Jeferson Amado. Apesar do susto, as vítimas mantidas reféns foram levadas ao hospital em estado de choque, mas já foram liberadas e passam bem.

O proprietário do restaurante esteve no local na manhã deste domingo, 21. O momento foi de contabilizar os prejuízos causados durante o sequestro. No local, o que se viu foram vidraças quebradas e arrumação a ser feita.

Na próxima semana, será feita uma reunião com todos os funcionários do estabelecimento. “Vamos ter uma reunião para saber qual o caminho a seguir porque vamos ter que usar vigilância armada, coisa que a gente sempre evitou, e ver quem vai continuar na equipe porque muita gente ficou traumatizada e tentar começar de novo”, lamenta Jeferson.

A Polícia Técnica ainda irá averiguar as imagens do circuito interno de TV do local.

Sequestro

O sequestro ocorreu por volta das 16h quando os funcionários se preparavam para iniciar as atividades. Após negociação com a polícia, os acusados Dorgival Luciano dos Santos, o “Cumpadre” e Cleverton Luciano da Luz Santos, 27 anos, se renderam fazendo a liberação dos reféns por volta das 20h40.

Por Aisla Vasconcelos

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais