Gautama esclarece denúncia do MPF

0

Em relação à nova denúncia contra o empresário Zuleido Veras formulada pelo Ministério Público, a Construtora Gautama faz os seguintes esclarecimentos.

 

A notícia sobre a “nova denúncia contra o empresário Zuleido Veras formulada pelo Ministério Público Federal” demonstra, tão somente, a incontinência acusatória do parquet, destituída do mínimo de credibilidade. Após mais de um ano sem conseguir materializar a “denúncia” relacionada à indigitada “Operação Navalha”, da Polícia Federal, e não tendo se desincumbido do ônus de provar as acusações que lhe compete, o Ministério Público Federal tenta através de supostas novas “denúncias” trazer desmembramentos de questões que integram o inquérito penal,  cuja denúncia sequer foi recepcionada  pelo Superior Tribunal de Justiça.

 

Na realidade, a Gautama não conhece o teor da denúncia levada à imprensa mas, com certeza, conhece os objetivos da divulgação.

 

A Gautama, por seu titular Zuleido Veras, sempre agiu com lisura, desconhecendo qualquer prova lícita, passível de comprovar o contrário. Lamenta tão somente, num estado democrático de direito, onde vigora o princípio da presunção de inocência e da legalidade, contido na Carta da República, o desrespeito aos seus direitos constitucionais pela instituição que deveria dar exemplo. No mais, se reserva ao direito de tomar as medidas cabíveis e tecer comentários pertinentes quando, oficialmente, tomar ciência dos termos da denúncia.

 

Assessoria de Imprensa da Construtora Gautama

São Paulo, 3 de fevereiro de 2009.

ANDRÉ ARON e ALBERTO ZAMBRANA

 

 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais