Governo realiza Seminário sobre ações do Criança Feliz

0
Evento ocorre dias 16 e 17 a partir das 8h na Seidh (Foto: Seidh)

Nos dias 16 e 17 de maio, o Governo de Sergipe realiza o Seminário Estadual Intersetorial do Programa Criança Feliz, com o objetivo de possibilitar o alinhamento das ações do programa entre os membros do Comitê Gestor do Criança Feliz [composto por Seidh, Secult, Sejuc, Seed, SES, Conselhos Estaduais de Assistência Social e da Criança e do Adolescente] e as equipes dos municípios; bem como discutir detalhes da capacitação das equipes de supervisores e visitadores municipais.

A perspectiva é que, por dia, participem 150 pessoas do evento, entre integrantes dos comitês municipais, supervisores do Programa, secretários de Assistência Social e coordenadores de Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) – onde será executado o Criança Feliz. Na terça-feira, 16, das 08h às 16h, comparecerão os municípios da Grande Aracaju, Agreste, Leste Sergipano e Médio Sertão; e na quarta, 17, será a vez do Centro Sul, Sul Sergipano, Alto Sertão e Baixo São Francisco.

O Programa Criança Feliz foi lançado em Sergipe em março passado, pelo ministro do Desenvolvimento Social, Gilberto Occhi, e pelo governador Jackson Barreto. Sessenta e dois municípios sergipanos já fizeram a adesão ao programa, que visa promover o desenvolvimento humano a partir do apoio e acompanhamento do desenvolvimento infantil integral na primeira infância. Isso será possibilitado por visitas domiciliares periódicas dos profissionais à população em situação de vulnerabilidade social.

Potencializando as atenções já desenvolvidas pela política de Assistência Social, o Programa traz novos elementos para fortalecer o enfrentamento da pobreza para além da questão da renda, e reforçar a referência dos CRAS nos territórios.  Ao todo, o Criança Feliz atenderá um público médio de 7.500 beneficiários sergipanos, entre gestantes, crianças de zero a três anos do Bolsa Família; crianças de zero a seis anos do Benefício de Prestação Continuada (BPC); e crianças de zero a seis anos afastadas do convívio familiar em razão da aplicação de medida protetiva.

De acordo com Rita de Cássia, coordenadora do Criança Feliz, o Estado ficará responsável por coordenar, assessorar e monitorar a execução do programa nos municípios. “Por isso estamos realizando o seminário, que tem a importância estratégica de passar para os operadores do Programa como ele vai ser desenvolvido em âmbito municipal. E depois desse primeiro encontro de alinhamento, terão início as capacitações dos visitadores, por região, com 40 horas de duração”, explica Rita.

Ainda de acordo com ela, o papel dos visitadores é fazer o acompanhamento dos beneficiários, através de uma metodologia específica chamada CDC – Cuidado do Desenvolvimento da Criança, cedida ao Brasil pela Unicef e pela Organização Panamericana da Saúde (OPAS), que envolve ensinar as famílias sobre como estimular o desenvolvimento cognitivo, sensitivo e motor das suas crianças.

Serviço
O quê? Seminário Estadual do Programa Criança Feliz.
Quando? 16 e 17 de maio, das 08h às 16h.
Onde? Na Secretaria de Estado da Inclusão Social – SEIDH [Rua Santa Luzia, nº 680, Bairro São José – Aracaju/SE].
Fontes: José Macedo Sobral – Secretário de Estado da Inclusão Social
Rita de Cássia Ferreira – Coordenadora do Programa Criança Feliz em SE

Fonte: SEIDH 

Comentários