Governo retira todos os projetos de aumentos e reajustes

0

Apesar da pressão dos servidores interessados, todos os projetos enviados pelo governo do Estado que tratavam de reajuste dos servidores foram retirados da pauta da Assembléia Legislativa. A Procuradoria Geral do Estado teria se reunido com o Chefe do Governo e o aconselhado a esperar por uma posição do Governo Federal.

A decisão do TSE proibindo aumento de vencimentos de servidores públicos acima da inflação, já que estes só podem ser concedidos até seis meses antes da eleição. O Presidente Lula teria anunciando uma conversa com o STF e o TSE para definir uma posição.

O Presidente estaria propenso a desafiar o TSE e conceder os reajustes, levando o caso ao Supremo. De acordo com o noticiário, o anúncio da posição do governo federal seria feito hoje, 28. Mas, esta é uma posição de risco, porque até a candidatura de Lula a reeleição poderia ser impugnada dentro deste raciocínio.

Como estavam na Assembléia Legislativa vários projetos concedendo reajustes, o governador mandou retirá-los de pauta, à espera de como o governo federal vai agir. Havia frustração entre os policiais civis e militares, além de servidores do Ipes, do Hemolacen e da Secretaria de Governo.

Na reunião das comissões técnicas, quando foi anunciada a retirada dos projetos, ficou então acertado que se o Presidente Lula anunciasse hoje, 27, ou amanhã, 28, a concessão do aumento, a Assembléia Legislativa se auto-convocaria para aprovar os reajustes até sexta-feira, mesmo que neste dia seja a data final para a realização das convenções partidárias.

Por Ivan Valença

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais